13.jul.2011

10 coisas que odeio em você, pós parto!

Impressionante, como tem coisas do pós parto, que a gente tem a sensação que nunca vai passar, e que só acontece com a gente! Não tenho dúvidas que o que aconteceu comigo, acontece com a maioria das mamães no pós parto, mas como é bom ver que depois de 1 ano que o Antônio nasceu que as coisas voltaram a ser como antes, ou estão voltando.
10 COISAS QUE ODEIO NO PÓS PARTO:
* Gases…internos, externos, todos! Quando alguém te dar a dica de não falar muito depois da cesária, assim o faça, fiquei dias me sentindo um balão. Um horror…
* Sensibilidade nos pontos da cesária, ou do parto normal, céus, eu não sentia a minha barriga. Perto dos pontos, eu não sentia, podia fincar uma agulha que não sentia…Os pontos do parto normal, eu não tive, e acredito que é bem o contrário, deve sentir muita dor…(alguém que teve um parto normal me ajuda ae…sentiu dor?) Hoje em dia sinto, é tão bom senti-la novamente, sinto um toque, um carinho…oba!
* Perda de cabelos, eu quase fiquei careca, caiu tanto cabelo, começou ali pelos 7 meses do Antônio, e foi até agora.Notei faz 1 mês, que já não cai tanto, cai o mesmo de antes. A pergunta que não quer calar, por que não cai os pelos, se é que vocês me entendem!
* Baby blues, ou depressão pós parto, eu tive! Eu não sei por que, mas fiquei muito mal uma época. E graças a Deus ali pelos 10 meses do Antônio me sinto muito bem, e não choro mais, nem acho que vou morrer, já senti isso!O tempo é o remédio,e rezei muito!
* A sangueira pós parto, milhões de absorventes, e banhos no inverno do sul do Brasil, ô delícia!
* Intestino preso, eu não conseguia ir ao banheiro nunca, não dava tempo ou não dava vontade!Péssimo!
* Os peitos cheio de leite, cheio que quase deu mastite, graças a Deus e a bombinha manual escapei, mas doeu, incomodou, e depois de uns meses voltou ao normal!
* Irritabilidade, impaciente e tolerância zero com pessoas em geral. Não sei não, mas perdi a paciência com pessoas da família, e alguns amigos sem noção. Acho que logo pós o parto ficamos tão tão sensível que perdemos a noção, e o pior é que isso só faz mal para a gente. Como morei na casa do meu pai, não tinha meu espaço, meu canto, e isso fez muita falta.
* Seroma pós parto, saiu pus dos pontos, o marido teve que apertar, e tirar, e se não bastasse ficou queloide!Que maravilha!
* Hormônios a mil, e emoções também. Vontade de chorar de alegria, de tristeza, por nada…ah esses hormônios que quase me piraram o cabeção. Notei que voltaram ao normal, pois não sinto nada do que sentia, sou outra pessoa.

São coisas que acontecem com todas nós, o tempo é o melhor remédio, e hoje 1 ano depois de tudo isso, estou firme forte e feliz, e o mais engraçado, já estou pensando num próximo filho, e sei que passarei por muitas dessas coisas de novo. Como mãe é bicho engraçado, esquece de tudo mesmo! Eu que murmurava pelos cantos que Antônio seria filho único!