8.set.2015

3ª Edição do Garimpo Mães e Filhos!

Mamães, no próximo sábado, dia 12 de setembro, das 10 às 17 horas acontece a 3ª edição do Garimpo Mães e Filhos no Santo Mimo (Rua Pedro Ivo, 179, Porto Alegre)!

É um bazar que promove o consumo consciente, sustentabilidade e reutilização de recursos. Em tempos de crise, é uma oportunidade de comprarmos o que precisamos por um valor melhor do que o novo. No sábado, cerca de 20 expositoras estarão em cena vendendo, a preços muito atrativos, tanto produtos novos.  Além de roupas infantis, brinquedos, artigos em geral para bebês e crianças, estarão à venda também itens de vestuário de algumas mamães, novos e seminovos. 

O evento também tem cunho solidário, pois o ingresso ao evento se dá por meio de brinquedos e livros infantis em excelente estado para doação. As doações serão para o Projeto Vó Chica – Vila Safira !

Este projeto foi idealizado por quatro mães de Porto Alegre – Tatiana Gasparetto (publicitária e consultora de beleza), Liana Paraguassu (moderadora dos grupos Garimpo Grifes, Garimpo Baby & Kids no Facebook), Fátima Bogado (arquiteta) e Fabiana Vanoni (proprietária do espaço de eventos Santo Mimo e Buteco de Dança).

No evento do dia 12 de setembro, ainda contaremos com duas oficinas super legais: uma de penteados infantis, em que as mães aprendem a fazer penteados em seus filhos, e outra de contação de histórias.

Ao final do evento, teremos um happy afternoon comigo e um bate papo delícia de mães, é gratuito, só paga o que consumir, o chef Patrick planejará um cardápio delícia, para atender tanto os adultos como os pequenos, em idéias criativas e saborosas tanto em salgados como em doces, durante o dia todo. 

ha_santomimo

Sobre o Projeto Vó Chica: Situada na zona leste de Porto Alegre/RS a Vila Safira tem aproximadamente 4.000 moradores, que integram uma comunidade carente e abandonada pelo poder público. Preocupado com a falta de atividades culturais para a comunidade (principalmente as crianças), o fundador Cláudio Costa criou um espaço cultural nos fundos do próprio quintal. Lá as crianças frequentam oficinas de percussão, teatro e noções de informática. Por ser um trabalho voluntário, o projeto se sustenta com o apoio de amigos (muitos não moradores da vila), com parte dos ganhos de Cláudio como pintor e com a mão de obra de voluntários e das crianças.

Beijos

Angi

Comente pelo Facebook

Leia mais!