4.abr.2017

5 CAUSAS da Desobediência Infantil

Regras e limites são essenciais para o desenvolvimento saudável de todas as crianças. As regras delimitam as atitudes, direcionando o que é permitido ou possível fazer e o que não é! As crianças não nascem sabendo como se comportar no mundo, só distinguem o certo do errado por intermédio do adulto.

O mundo ao nosso redor é cercado de limites. Há regras no trânsito, regras no trabalho e até mesmo regras de convívio social, que ensinam o respeito ao próximo. Cada família tem suas próprias regras e deve decidir quais são negociáveis e quais não são. As regras podem ser flexibilizadas, mas NUNCA burladas. Para serem cumpridas, as regras deve ser:

Claras: todos da casa precisam saber que elas existem;

Coerentes: apropriadas a idade da criança; não podem ser sem sentido ou falsas; e

Consistentes: todos da casa devem cumprir.

 Aprender a seguir regras é um comportamento que deve ser incentivado e ensinado, pois quando a criança cresce com disciplina, ela desenvolve mais auto controle e autonomia em suas ações. Sem contar que a socialização é mais satisfatória e o ambiente familiar mais positivo. A criança mais obediente e disciplinada é mais segura de si e mais feliz!

 Atualmente, uma das principais queixas das famílias são os comportamentos inadequados das crianças em decorrência da não-obediência. Dentre as várias “CAUSAS” da desobediência, as 5 PRINCIPAIS são:

1)                Ausência de rotina diária: a rotina dá previsibilidade para a criança e fortalece o sentimento de segurança;

2)                A regra não é clara: fazer combinados e deixa-los visíveis à criança facilita seu seguimento;

3)                Ameaças de punição: a relação é permeada de ameaças vazias, sem sentido e que muitas vezes não são cumpridas. A criança muitas vezes obedece por medo e não pela lógica;

4)                A forma como a instrução é dada: o “jeito” de falar influencia no seguimento ou não de uma regra; e

5)                Fatores estressantes na vida dos pais: a maneira como os pais reagem aos comportamentos dos filhos é influenciada por seu estado emocional.

Não é esperado que a criança obedeça a todas as instruções que recebe, no entanto, à medida que o adulto ensina e monitora o seguimento de regras, a criança aprende que é assim que ela precisa se comportar.

Analise com carinho a relação com o seu filho, as crianças tendem a obedecer mais à medida que se sentem mais amadas!!

Nunca é tarde para inserir mais amor na relação com o seu filho!!

Beijokas,

Ana

 Ana Paranzini é Psicóloga (CRP 08/09142) e especialista em Orientação de Pais. Idealizadora do Programa on line ADEUS BIRRAS e do Programa de Treinamento de Pais, que já ajudou e está ajudando muitas famílias a educarem seus filhos de maneira efetiva e prazeirosa.

Comente pelo Facebook

Leia mais!