28.mar.2013

5 Razões para NUNCA ter um andador!

Existem assuntos que chamamos controversos, é quando cada um tem uma opinião diferente sobre o assunto e não necessariamente uma delas está errada. Esse não é o caso do andador. É consenso (ou seja todos concordam) que o uso de andador está PROSCRITO (contra-indicado). Todas as Sociedades de Pediatria, Americana, Canadense, Brasileira e outras são contra a comercialização e o uso dos Andadores. Estarão tantos especialistas errados ou serão lucros dos fabricantes o que permite com que esse produto continue sendo comercializado?
O Canadá conseguiu a proibição da comercialização e inclusive da importação do produto desde 2004. A Academia Americana e Brasileira tentam fazer a mesma coisa. Nos Estados Unidos e na Europa existem normas rígidas de controle de qualidade para TENTAR aumentar a segurança, no Brasil não existe regulamentação nenhuma e mesmo que essas sejam criadas os riscos continuarão a existir. Como foi comprovado nos países que já tem regulamentação.

Veja 5 razões para NUNCA comprar um andador ou se desfazer do seu o quanto antes (coisa ruim a gente não doa nem vende, destrua):

1. RISCO DE MORTE:
Os acidentes são principalmente por queda de degrau ou escadas, e afetam principalmente a cabeça da criança, que está mais exposta e desprotegida. O osso do bebê é mais “molinho” então é mais fácil que uma batida na cabeça cause lesão do cérebro. Como a criança consegue uma velocidade maior com o andador também aumenta a “força” do trauma causando lesões mais graves.

2. OUTROS PERIGOS:
O Bebê no andador está sentado a uma altura maior que ele deveria. Isso dá mais “liberdade” a criança. Como sabemos, limites são importantes desde cedo na vida. Com uma altura maior a criança será capaz de alcançar objetos que representam riscos, como facas, fogão, puxar a toalha da mesa e cair algum objeto sobre ela, alcançar produtos perigosos e tóxicos. A maioria dos acidentes com o andador ocorrem com a supervisão do adulto, pois as crianças tem mais velocidade em cima do andador e os adultos não conseguem evitar o acidente.

3. ATRASO NO APRENDIZADO:
Como publicado na revista Pediatrics, uma das principais revistas científicas da área, crianças que usam andador demoram mais para aprender a andar, e inclusive podem apresentar um atraso no desenvolvimento motor e mental. Além disso apresentam prejuízo no estímulo ao fortalecimento e atividade muscular da criança. Conforme estudo as crianças que usam andador sentam, caminham e andam mais tarde que as crianças que não usaram andador. E os que usam andadores possuem escores inferiores nos testes de desenvolvimento.

4. Prefira uma DOR NAS COSTAS passageira do que uma DOR DE CABEÇA eterna:
Se você planejou ter seu filho, sabia que teria trabalho. Se você não planejou, certamente também optou por amá-lo e protegê-lo. São poucos meses que ele precisa para aprender a andar sozinho, tenha paciência, incentive-o e se dedique a ajudar o desenvolvimento dele. É melhor GANHAR esse tempo junto do seu filho do que PERDER tempo no hospital e com preocupações que você pode ter com as sequelas dos acidentes para o resto da vida.

5. NÃO PERCA OS MOMENTOS MAIS EMOCIONANTES DA VIDA DE SEU FILHO: Aprenda a curtir os momentos. Hoje em dia estamos todos ocupados, mas filho exige cuidado e atenção. Curta cada fase do desenvolvimento dele, ensine e tire fotos. Alternativas mais seguras e prazerosas que você pode usar: Tapete de recreação (esse tapetes tipo de borracha) – permita a criança se desenvolver no seu próprio passo, você acompanhará ela ao rolar, sentar, engatinhar, levantar e depois andar com apoio. Esse é o desenvolvimento normal que a criança precisa, ela não precisa andar do tempo certo. Além disso outros acessórios podem te ajudar com a dor nas costas uma vez que a criança já está mais preparada: Colete para apoio, brinquedo com rodinhas para a criança empurrar e se apoiar.
Se você está ocupada no momento, é mais seguro deixar a criança no cercadinho com os brinquedos apropriados para ela e com sua supervisão, do que no andador correndo por aí.

Tudo isso pode parecer muito exagerado, mas buscar informação hoje em dia é fácil. Procure no google pelos acidentes com andadores e você vai se surpreender (até eu mesmo me surpreendi).

Todo Pediatra que trabalha em Pronto-Socorro já atendeu alguma criança com trauma crânio-encefálico por causa de andador.
Converse com seu Pediatra, escute a opinião dele e se acerque de mais informações sobre o assunto, antes de expor seu filho a um risco desnecessário e que não traz benefícios para ele.

Qualquer Dúvida entre em contato.
Boa Páscoa e Curta o tempo com seu filhote!
Visitem também o site Seu Pediatra e curtam a Fan Page no facebook AQUI!

Ahhh, e esse ano foi PROIBIDA PELA JUSTIÇA A VENDA DE ANDADORES em todo Brasil, leia mais aqui ó!

Referências daqui!

Comente pelo Facebook

Leia mais!