2.mar.2015

7 coisas que gostaria de saber antes de ter filhos!

post7

Imagem pinterest!

Quando eu estava grávida do Antônio recebi muitos conselhos de amigas, e até de pessoas que eu nem conhecia. ” Durma sempre que puder! Não dê colo, para não viciar o bebê,! Amamente de 3 em 3 horas, e não quando ele quiser! Dê chupeta: é a melhor coisa do mundo!” , entre outros, que eu nem lembro. Hoje em dia, quando uma amiga anuncia a gravidez eu não dou conselhos, desejo muita saúde e digo que começará a melhor fase da vida dela, porque por mais “punk” que seja, é a mais pura verdade! Massss tenho meus conselhos, claro, caso alguma amiga grávida peça… Hoje compartilho com vocês o que gostaria que tivessem me dito antes de os guris nascerem!

1. Saiba que nem tudo acontecerá como você imagina, tente não criar muitas expectativas! Eu tive muitas expectativas, e muitas vezes me senti frustrada e fracassada. Li livros, blogs, fiz cursos, me sentia super preparada para ser a mãe que eu sempre quis ser. Mas na prática não foi tão fácil. Tive momentos caóticos, insanos, que me vi fazendo completamente diferente do que achava que faria. Tenha em mente fazer sempre seu melhor, apenas isso!

2. Não espere reconhecimento dos outros, SE PARABENIZE TODOS OS DIAS! Você está vivendo um momento lindo, onde tudo é novidade, e no final do dia, mesmo não dando conta de tudo, você se sente a super mãe e mulher, né? Mas nem todo mundo reconhece isso, e nem precisa; se dê os PARABÉNS, todos os dias, você merece, só você sabe que é uma luta diária, e isso basta!

3. Cuide do seu estado emocional! É normal se sentir triste, ter altos e baixos, mudanças de humor e choro nas primeiras semanas. As mudanças hormonais mexem com nossas emoções. Mas se essa tristeza for constante, converse com o marido, amiga, mãe, sua médica! Eu tive DPP (Depressão Pós Parto) e sei o quanto é difícil, mas tem tratamento, e voltamos a nos sentir bem logo. Não tenha vergonha de pedir ajuda, você não precisa ser a pessoa mais feliz e realizada do mundo, por estar realizando um sonho, nem sempre é assim, então peça ajuda!

4. Aceite e peça AJUDA! Eu sei que você se sente uma super mãe! Eu sei que quer fazer tuuuuudo pelo seu bebê, quer amamentar, fazer arrota, trocar fraldas, trocas roupinhas, arrumar a casa, fazer comida… mas gurias, é muito difícil, para não dizer, impossível! Com o Antônio eu surtei! Eu não queria ajuda de ninguém, quando ele dormia eu fazia as coisas da casa, ou ficava vendo se ele estava respirando, não conseguia dormir, nem aceitar ajuda. Me arrependi de não aceitar; poderia ter curtido mais e me cansado menos. Mas aprendi, e quando o Caê nasceu, por mais difícil que tenha sido cuidar de 2 filhos, dormi quando ele dormia, aceitei ajuda da minha mãe, sogra, marido… e não cansei tanto quanto quando tive o Antônio!

5. Dê tempo para seu corpo voltar! O bebê nasceu e parece que você ainda está grávida? Enquanto isso, aquela atriz, que teve o bebê depois de você, está com um super corpo! Tem pessoas que trabalham com o corpo e precisam voltar logo. Você não! Dê tempo para seu corpo voltar ao que era antes do bebê nascer. Uma barriga que cresceu em 9 meses, não voltará ao normal em 2 meses. Até pode voltar, mas seu corpo precisa de um tempo. Cuide a alimentação, evite alimentos gordurosos mesmo com uma super fome, que a amamentação dá. Se o médico já tiver liberado, caminhe, movimente o corpo pois é muito bom para a mente também. E quando sentir que deve voltar a praticar uma atividade física, volte; é possível ter seu corpo de volta, mas tem que entender que ele precisa de um tempo.

6. Tenha um tempo para você! Eu sei que é bom demais ser mãe. Eu sei que não tem nada no mundo mais fofo do que um bebê (só dois…ou três…hahaha). Mas acredite em mim, ter um tempo para você é MUITO BOM, faz bem prá você e para todos à sua volta. hahahaha Seu filho sobreviverá a uma horinha com o maridão para você tomar um café com amigas, fazer academia, ir ao shopping, ou dar uma volta no bairro. Quando eu saio, seja para onde for, para ter um tempo só prá mim (e Deus), eu amamento o Caê, deixo com o marido e o mano, e saio. Pode ser que ele chore um pouco, mas ele estará com o pai, tem alguém melhor do que ele, sem ser você? hahaha Brincadeiras a parte, esse tempo é bom para eles também. Faça um esforço, esse tempo para você é capaz de milagres no seu humor, você se sentirá gente novamente!rs

7. RELAXE MAIS, tudo passa e tudo dá certo no final! Essa eu aprendi quando o Caê nasceu. Aprendi a relaxar mais. A deixar para amanhã o que não precisa ser feito hoje. Aprendi que amamentar é cansativo, mas ele não vai mamar prá sempre, então curto todos os momentos, até acordar 4 vezes na madrugada, sei que é cansativo, mas passa, e sei que ainda terei saudades. Cada idade tem suas maravilhas, e motivos para vivermos cansadas. Estamos aprendendo a ser mãe, e eles a serem filhos! Eu sei, que no momento, algumas situações parecem que nunca vão se resolver, mas se resolvem, e logo virão novos desafios. Tudo dá certo no final!

E vocês, gurias, qual conselho dariam para uma nova mãe?

Beijos

Angi

Comente pelo Facebook

Leia mais!