12.nov.2012

8 Perguntas e Respostas sobre Desenvolvimento Infantil {Por Teresa Ruas}

Mamis,
Hoje teremos uma convidada especial, a Teresa Ruas, consultora da marca Fisher-Price, da Mattel, desde 2010. Ela  é mestre em Educação Especial com enfoque na Educação do Individuo Especial e Prevenção de Deficiências (UFSCar – SP) e doutoranda em Ciências da Saúde (Faculdade de Medicina do ABC – SP). E outras coisas mais…super profissional!




Ela responde algumas perguntas que fiz com auxilio das leitoras na Fan Page do Mãe de Guri. Aproveitem para aprenderem sobre desenvolvimento infantil!



Qual a importância dos brinquedos para crianças com atraso no desenvolvimento Neuropsicomotor?         

Independente se a criança tem ou não uma necessidade especial, a função e a importância do brinquedo é a mesma. Afirmo sempre que o brinquedo é a poderosa ponte entre o que a criança já conhece e o que ela conhecerá, aprenderá e experimentará. 
Quais as melhores atividades para entreter os bebê de 0 a 6 meses?

Brinquedos que produzam sons e que possam ir à boca, que tenham diversas cores e texturas diferentes, e que caibam e sejam manipulados pelas mãos. Alguns exemplos de atividades:  Móbilies (0 a 4 meses), brinquedos sonoros, com cores e texturas diferentes (0 a 12 meses); livros de pano (0 a 12 meses); brinquedos de água (0 a 12 meses); brinquedos de ação e reação (0 a 8 meses); brinquedos de encaixe simples (0 a 12 meses), brinquedos com cubos e potes para construir torres e/ou encaixar (0 a 24 meses).
Aos 2 anos as crianças se tornam mais birrentas, por que? Tem dicas para lidar com as birras?

Porque a criança ainda não apresenta um desenvolvimento afetivo e social para entender a perspectiva/ponto de vista/desejo/necessidades do outro, apenas dela mesma. É assim mesmo e faz parte do crescimento dela! É importante que os pais signifiquem o contexto/o ocorrido no momento da birra. É importante demonstrar para a criança que eles também a entendem (é importante olhar nos olhos dela e dizer que compreende que ela está triste, por exemplo).  Porém, entender e significar o contexto não são a mesma coisa de ficar grudado com a criança e, somente sair do lado dela quando ela parar de chorar. Deixar a criança sozinha, sem ficar falando o tempo todo (pare, não pode, não, não…….) é muito importante também.
Como estimular as crianças a andarem? É importante que eles engatinhem ou tem criança que anda sem engatinhar? 

Algumas dicas: deixar a criança no chão com brinquedos que estimulem a vontade e o desejo de ir em direção a eles; colocar a criança de barriga para baixo para estimular o engatinhar e posturas importantes para tal fim; deixar os brinquedos um pouco mais distante da criança para que ela possa engatinhar e/ou dar os primeiros passos em direção a eles; permitir os tombos da criança e retirar móveis e/ou objetos que possam machucar a criança no momento deste aprendizado. Tem crianças que andam sem engatinhar sim e isto não significa que ela tem um problema no desenvolvimento. O engatinhar, assim como o andar, possibilita a habilidade de explorar o espaço de uma maneira mais autônoma e independente. A criança entra em diversos espaços (debaixo da cadeira, dentro de uma caixa), consegue pegar o que deseja e/ou chegar onde deseja sozinha! É um grande aprendizado!
Até que idade é normal a criança andar sozinha, sem ajuda?

Nós, especialistas, esperamos até o 2º ano de vida. Lógico que temos que analisar as causas ambientais também, como falta de estímulos, pois nem sempre o problema é intrínseco à criança.
Qual a importância de respeitar a faixa etária dos brinquedos?

Uma atividade muito difícil ou muito fácil para determinada faixa etária provocará a perda de interesse pela brincadeira e/ou brinquedo. Isto acontecerá durante toda a nossa vida, não somente na infância.
Qual a importância de brinquedos bilíngues para o desenvolvimento da criança?

A criança tem uma plasticidade neurológica fantástica nos primeiros anos de vida. O desenvolvimento e a especialização das áreas responsáveis pela linguagem estão a todo vapor. Portanto, o aprendizado de línguas diferentes acontece mais naturalmente, juntamente com o aprendizado da língua mãe.
Qual a importância da criança brincar sozinha? Como estimular esse brincar sozinho, principalmente filhos de mães em tempo integral?

A brincadeira, de uma forma geral, é essencial para que a criança possa elaborar suas próprias experiências, medos, incertezas e aprendizagens. É importante ressaltar, porém, que a participação dos pais nas brincadeiras também é necessária. Desta vez, para que a criança aprenda conceito, valores e regras.


Agradeço a Teresa Ruas pela sua participação.
Beijos
Angi

Comente pelo Facebook

Leia mais!