14.ago.2012

A saudade que nem sabíamos que existia

Já senti saudades de familiares, amigos que moram longe, por levar essa vida cigana de mudar de cidade, sem olhar para trás. Adoro conhecer lugares novos, vivenciar hábitos locais, conhecer gente nova. #AMO
SAUDADE descreve a mistura dos sentimentos de perda, falta, distância e amorÉ um sentimento que dói, vontade de estar perto, de dar aquele abraço ou de simplesmente olhar nos olhos. Tudo que eu sabia sobre sentir saudades mudou depois que o Antônio foi para a escolinha.
Como não tenho familiares perto, não tive a experiência de deixar o guri na casa da vovó. Uma ou outra vez, quando a vovó visitava, ele até ficou uma ou duas horas para resolvermos pendencias. Mas foi sempre tão corrido que nem dava tempo de sentir saudades. Sentia saudade, claro, mas não podia imaginar que existia saudade maior ainda. E existe!
Eis que quando chega a hora de “cortar” mais um cordão umbilical e o filho entra na escolinha. Seja um turno ou o dia todo, seja para voltar ao trabalho, ou porque está na hora, depois de 2 anos e tu precisas de um tempo para você! É uma mistura de sentimentos, de perda, pois seu filho estará nos braços das professoras, de falta, pois não estará contigo todas as horas, inclusive quando fores ao banheiro, de distância, pois não está logo ali ao seu alcance…
Tenha certeza que aí sim aprenderás o real significado da saudade!
Comigo não poderia ser diferente, mesmo tendo a certeza que era a hora dele ir para a escolinha. Mesmo tendo a certeza que escolhemos uma boa escola. Mesmo sabendo que será ótimo para ele conhecer novos amigos. Mesmo sabendo que eu precisava de um tempo para mim… Essa saudade é algo novo.
O primeiro dia curti a minha liberdade de ser eu, de tomar um banho sozinha e longo…de assistir a um programa na T.V. , sem ser desenho animado. E quando o guri chegou em casa com o papai ele gritou: “MAMÃEEEE!”
Aquela hora eu senti que ele sentiu saudades também…estava acostumado a ter a mamãe todos os dias, “25” horas por dia de dedicação à ele. E pela primeira vez na vida ele sentiu saudades. Agora todo dia é assim, chega em casa, me chama, dá um beijo e abraço apertado, cheio de saudades…uma saudade que “dói”.
Nunca tinha pensado nisso, mas sei que desde que ele entrou na escolinha nossas manhãs tem um gostinho diferente, pois ele sabe que a tarde estará na escolinha. Até os finais de semana, ele aproveita mais, curte mais, pois sabe que durante a semana não poderá curtir tanto os pais juntos.
E eu também, enquanto estou com ele sou dele, me dedico total, curto mais, pois estou até mais descansada e sei que a tarde vou fazer as coisas da casa tranquilamente e ainda ter um tempinho de me reencontrar comigo mesma.
Sei que a partir de agora vamos lidar com muitos sentimentos, principalmente o guri. Ao mesmo tempo, tenho que estar tranquila para ensiná-lo a lidar com esses sentimentos da melhor maneira possível. Se nós não sabemos como lidar com alguns sentimentos, imagina as crianças…agora é que são elas.
Por aí, a saudade já bateu a porta?
Vocês já sentiram SAUDADES dos filhos, compartilhe suas experiências!
Beijos

Comente pelo Facebook

Leia mais!