3.jan.2014

Do berço para a cama!

Mamis, bom dia!

Hoje o post é sobre quando e como passar os filhos do berço para a cama, e a Renata Bermudez do Sosseguinho escreveu dicas de como fazer essa transição da melhor maneira possível para os filhos, e para nós!

Como foi como vocês, vocês lembram quando mudaram do berço para a cama? E tem dicas para quem está nessa fase?

Ah, semana que vem conto como foi aqui em casa! Beijos, Angi

berco_cama

Uma grande dúvida dos pais é a hora de passar os filhos do berço para a cama. Muitos me perguntam se há um momento certo para essa transição mas, a decisão é, na verdade, muito pessoal e dependende das convicções dos pais. O método Montessoriano, por exemplo, prega que o bebê, desde que nasce, deve dormir em uma caminha baixa para ter sua independência. Muitos pais prolongam a estada no berço para garantir a segurança da criança, uma vez, que têm medo que essa saia explorando o quarto sozinha.

Eu particularmente, costumo recomendar baseada em quesitos de segurança. Quando a criança fica de pé no berço e a grade está abaixo de seu pescoço, indico aos pais que pode ser hora de usar a cama. Isso porque, proporcionalmente, a cabeça da criança pequena é muito mais pesada com relação ao corpo, do que a de um adulto. Muitos caem do berço, simplesmente por se debruçarem para olhar para baixo.

A pergunta que mais ouço é “mas, como impedir que ele ande pela casa toda depois que o colocarmos na cama?

Antes de mais nada, digo sempre aos pais para ficarem calmos. Nossa ansiedade passa para as crianças e é muito comum que elas nos surpreendam positivamente.

Para que as coisas sejam tranquilas, converse com a criança, mostre que ela cresceu. Envolva-a na escolha, montagem e arrumação da cama. Deixe que escolha bichinhos e bonecos para levar com ela. Mostre que agora dormirá em uma cama “igual” à do papai e da mamãe.

Nos primeiros dias, é normal que a criança levante mais cedo ou, até mesmo, algumas vezes de madrugada pois se sente muito livre. Se isso acontecer, basta explicar que ainda é noite e que deve voltar para a cama. Coloque a criança deitada novamente e volte para seu quarto.
Em até uma semana as coisas acalmam, deixam de ser novidade e as noites voltam a ser mais tranquilas.

Alguns cuidades são importantes:

  • Não deixe objetos que possam machucar as crianças pelo chão. Se a cama tem altura, o ideal é colocar uma daquelas grades de proteção ou um colchão no chão para amortecer possíveis quedas nos primeiros dias.

grade_protecao

  • Coloque protetores nas tomadas
  • Dependendo da idade de seu filho, tranque portas de banheiros ou corredor que dê passagem para a cozinha, por exemplo.

O que pode deixar os pais preocupados nos início, pode acabar se tornando uma comodidade. Muitas crianças logo se acostumam com o novo arranjo e passam a ficar no quarto brincando depois de acordarem, ao invés de chorar chamando os pais. Isso é especialmente gostoso nos finais de semana e feriados. Nada como um cochilinho a mais, ouvindo os pequenos no quarto ao lado, brincando alegremente.

Renata Bermudez Konzen
Consultora Familiar
www.sosseguinho.com.br

Comente pelo Facebook

Leia mais!