20.set.2011

Brincadeiras para aumentar a concentração e melhorar o desenvolvimento do seu bebê – Cuidado

Esta série de posts foi fundamentada de acordo com a proposta pedagógica Waldorf. Este método é amplamente reconhecido, foi criado no início do século 19 e desde então vem ganhando espaço no Ensino Infantil em todo o mundo. 
Ela parte do princípio que a criança aprende com base em valores específicos, onde a criança se desenvolve biologicamente, e ” espiritualmente” com características gerais e individuais. Esse aprendizado até uma certa idade desenvolve bebês e crianças mais bem preparadas para os desafios da vida adulta.
Pode-se aprender muito por meio da interação com a criança e nós, como pais e educadores, devemos não só apoiarmos os pequenos no seu crescimento sadio, ativo, justo e engajado, mas também no seu desenvolvimento interior garantindo uma relação pais-criança criativa e gratificante com efeitos benéficos e duradouros.
Segundo Waldorf, “A maternidade e a paternidade são uma vocação a longo prazo e veremos os resultados de nossa entrega depois de muitos anos”.
Acredito que a melhor herança que os pais podem deixar para seus filhos são os bons valores e princípios. Criar os filhos para o mundo não é fácil e como pais zelosos devemos proporcionar autoestima, autoconhecimento e os meios necessários para que possam desenvolver suas capacidades únicas. E é aí que entram as brincadeiras em casa e/ou na escola.
Os 3 primeiros anos do bebê estão ligados a assimilação, onde ele absorve o que fazemos. Eis, então, a importância de sermos o exemplo dos nossos filhos sempre! Principalmente nessa fase onde ela está aprendendo e absorvendo tudo ao seu redor.
cuidado é uma das bases dessa pedagodia de Waldorf e hoje refletiremos juntos sobre a importância dele. Assim como a consciência, ação e encantamento completarão as reflexões, das quais voltarei a falar em breve, completando esta série.
O amor é muito importante na vida de todos nós, porém na vida das crianças é essencial. Devemos proporcionar segurança e estarmos sempre atentos às necessidades dos pequenos, assim eles se desenvolvem e crescem com saúde por meio do que proporcionamos física, emocional e espititualmente.
Um ambiente seguro em que haja equilíbrio, dedicação e amor garante o desenvolvimento de qualidade, quase que pleno. A criança absorve o ambiente ao seu redor e se espelha nos exemplos. Ao brincarmos com nossos filhos temos a tarefa de sermos parceiros, fornecer os materiais e a segurança. Não é necessário direcionarmos as brincadeiras e sim termos a consciência de que a criança determina qual é a brincadeira. Muitas vezes o que pode parecer repetitivo para nós é acolhedor para a criança, uma vez que a repetição torna algo que anteriormente era novidade para um terreno mais seguro e conhecido, aumentando inclusive a autoconfiança para o entendimento e superação de novos desafios.
Brincar de assumir papéis é muito legal para sentir a empatia, pois a criança se colocará no lugar do outro. Brincar de bichinhos, casinha, de bonecas, marionetes são exemplos de brincadeiras que desenvolvem os instintos de acolhimento, pois ela imitará nossa maneira de agir em relação a ela, tornando-se a cuidadora na brincadeira.Por isso a importância de permitir nossos filhos sendo meninos ou meninas brincarem de casinha, bichinhos, boneca, qual o mal nessa brincadeira onde ele se colocará no lugar do próximo?
A simplicidade e criatividade na hora de escolher os brinquedos torna-os únicos e assumem um novo significado quando feitos por nós, com carinho, paciência e esforço.
Lembrando que não devemos gerar expectativas em relação as reações dos filhos ou que ajam de uma determinada maneira e sim respeitar a vontade e o tempo deles para evitar decepções de ambos os lados.

Devemos estar conscientes que, se quisermos um mundo melhor para nossos filhos, devemos deixar filhos melhores para o mundo!

Comente pelo Facebook

Leia mais!