8.abr.2014

Brotoeja – como cuidar da pele do seu bebê!

brotoeja

Imagem daqui!

Miliária rubra, popularmente conhecida como brotoeja, é uma afecção benigna muito comum na infância. Caracteriza-se pela oclusão transitória das glândulas sudoríparas, resultando em retenção do suor na pele.

A causa exata da obstrução não é conhecida. Acredita-se que possa estar relacionada com a ação indireta de algumas bactérias. Na infância, a imaturidade das glândulas sudoríparas também favorece a oclusão e retenção de suor.

Acomete principalmente crianças, sendo mais comum em recém-nascidos, embora possa ocorrer em qualquer faixa etária. As lesões aparecem quando o ambiente está quente e úmido e há repetidos episódios de sudorese.

As lesões são constituídas por pápulas eritematosas (bolinhas vermelhas) e vesículas (diminutas bolhas). Localizam-se nas áreas de maior transpiração e causam coceira.

O diagnóstico é clínico, sem necessidade de exames complementares. A evolução é aguda, podendo haver recidivas e ocasional infecção secundária nas lesões. Na maioria dos casos a resolução é espontânea e não deixa sequelas.

Tratamento:

  •  Evitar fatores que aumentem a transpiração, como ambientes quentes, abafados e úmidos.
  • Usar roupas leves de algodão.
  • Ventilação do ambiente.
  • Compressas de água fria nas regiões afetadas.

Eventualmente, pode ser necessário o uso de corticoides tópicos, uso oral de anti-histamínicos para controle da coceira e, em caso de infecção secundária, o uso de antibióticos. Por isso, é importante que seu bebê seja avaliado por um dermatologista ou um pediatra, caso as medidas ambientais acima citadas não tenham efeito na melhora do quadro.

Espero que essas informações auxiliem nos cuidados com a pele de seu bebê…

Um grande abraço,

Dra. Letícia Pargendler Peres

Dermatologista – CREMERS 32812/ RQE 26256

[email protected]

Comente pelo Facebook

Leia mais!