18.abr.2012

Carta de desculpas ao marido

Amor,
Essas semanas que estamos longe eu senti muitas saudades, mais do eu pensei que sentiria, afinal a mudança foi tensa, nos desfazermos de tudo que adquirimos desde que casamos não foi fácil, essa mudança será um novo começo. A gente se estressou e estou bem carente,mesmo com colo de mãe, fui fraca eu sei, mas tenho que confessar que não cumpri com nossas juras. Eu sei, prometemos que isso jamais aconteceria com a gente, mas a gente só pode dizer quando acontece, né, é isso que você está pensando amor, eu dormi com outro.
A gente sempre falava que isso não iria acontecer conosco, e que não dividiríamos nossa cama com ninguém, mas depois que virei mãe eu percebi que nada que falávamos antes dos filhos tem tanto valor assim, afinal eu vivo fazendo coisas que dizia não fazer em hipótese alguma.
Talvez a gente pudesse conversar e eu falaria que isso nunca mais iria acontecer, mas eu sei que não será verdade, pois toda vez que tu viajas eu me sinto sozinha, e ele sabendo que você não está por perto quer cuidar de mim. Eu não resisti mesmo, ele é simpático, querido, carinhoso, lindo, solta pum sem avisar e as vezes ronca, mas eu até acho isso fofo nele. Ele é menor que tu amor, mas é espaçoso demais, ocupa toda cama, folgado.
Foi logo na primeira semana que você estava fora, ele deitou na nossa cama e não saiu mais de lá, agora tem sido assim, toda noite ele faz uma carinha irresistível e eu não consigo dizer não.
Sabe amor, ele é diferente de ti, acorda super disposto. Ele está sempre com um sorriso no rosto, qualidade admirável já que hoje em dia um sorriso é precioso. E bem que eu gostaria de dormir um pouco mais, mas ele me acorda com beijos, faz cafuné, não tem como continuar dormindo…eu acho que sou especial para ele!
Amor sei que se fosse com você tu faria o mesmo, mas eu te perdoaria amor, afinal dormir sozinha é ruim, nem ele gosta. É tão ruim, né?
Calma amor, é que eu estou dormindo com o guri!
É isso, sempre pensei que ele dormiria no bercinho desde que nasceu e cada um dormiria na sua cama, mas não é bem assim, né? Só depois que somos mães é que sabemos que essas noites dormindo junto são gostosas demais, mesmo acordando com dor nas costas, porque a gente dorme encolhida…
Te amamos amor, e estamos com saudades!

Comente pelo Facebook

Leia mais!