14.maio.2018

Causa, sintoma e tratamento de BRONQUIOLITE!

Oi gurias, tudo bem? O frio está chegando e muitas leitoras me perguntaram sobre BRONQUIOLITE, então mais uma vez a Dra Fernanda do Blog Seu Pediatra está aqui para nos ajudar! A Dra. Fernanda Freire é pediatra em São Paulo, e como sei o quanto é difícil encontrar uma pediatra de confiança, fica a dica para as mães de São Paulo, se vocês quiserem ver mais informações sobre o consultório, acesse AQUI, eu super indico!

bronquiolite

Imagem daqui

A bronquiolite começou mais cedo esse ano. Como vocês devem ter acompanhado nas notícias a doença tem lotado os hospitais. Vamos entender um pouco mais sobre a bronquiolite e sobre as consequências que ela pode trazer.

O que é bronquiolite?

A bronquiolite é a inflamação dos bronquíolos, a parte mais fininha da via aérea que leva o ar para os pulmões. Ela acontece principalmente nos bebês, até os 2 anos, e é mais grave quando o bebê é menor, tem poucos meses de vida.

A bronquiolite é causada por vírus respiratórios, o mais comum deles é o Vírus Sincicial Respiratório (VSR), que nos adultos causa um simples resfriado, mas nos bebês pequenos pode provocar a bronquiolite. Por isso que devemos ter muito cuidado com as visitas aos recém-nascidos e bebê pequenos. NÃO visite se estiver resfriado. E mesmo que a pessoa não esteja doente, lave sempre as mãos ao chegar na casa e evite de pegar nas mãos dos bebês.

Quais são os sintomas da bronquiolite?

A doença começa como um resfriado comum, causando febre e coriza (nariz escorrendo e entupido). Alguns bebês podem nem apresentar febre, enquanto outros podem ter febre alta, dependendo do tipo vírus. Depois de uns 3-5 dias aparecem os sintomas da bronquiolite. Porque o vírus começa a atingir as vias aéreas inferiores que são os pulmões e essa parte mais fininha do pulmão que é o bronquíolo. A criança começa a ter tosse, ficar cansada, com falta de ar, dificuldade para respirar e com o peito chiando.

Existe vacina para a Bronquiolite?

Não existe vacina específica para bronquiolite, porque não é só o VSR que pode causar a doença. É qualquer vírus respiratório, como o adenovírus, o rinovírus, parainfluenza, influenza, metapneumovírus, entre outros, também causam a doença.

É importante manter a carteira de vacinação atualizada, para evitar que outras bactérias se aproveitem da situação e causam um outro tipo de infecção. E não se esqueça da vacina da gripe também, de vacinar o bebê se ele já tem mais de 6 meses e vacinas também os familiares que tem contato com eles.

Os vírus são transmitidos através do contato com secreções respiratórias de pessoas que tem o vírus. Portanto, evite lugares fechados com muita gente, mantenha o ambiente bem ventilado, lave sempre as mãos antes de cuidar do bebê e limpe os brinquedos e a área que o bebê brinca com frequência.

No caso dos prematuros que nasceram muito pequenos, e outros bebês com doença pulmonar ou do coração, que são de alto risco, existe um anticorpo contra o VSR que é usada nos meses do inverno, que faz parte de um programa do governo. Mas é só em casos muitos específicos que é usado.

Como é o tratamento da bronquiolite?

O pediatra irá avaliar como está a respiração do bebê e se ele está se alimentando bem. Ele pode prescrever inalação e outras medidas para que você faça em casa, ou ele pode optar por internar o bebê para que ele receba o tratamento no hospital e usar oxigênio ou adotar outras medidas que forem necessárias.

O que é o bebê chiador?

Alguns bebês após terem bronquiolite ficam mais propensos a apresentarem chiado no peito quando entram em contato com outros vírus. Quando esses quadros são muito prolongados ou se repetem muito, chamamos o bebê de lactente sibilante, e dependendo da recorrência dos sintomas pode ser preciso iniciar um tratamento para reduzir ou evitar as crises.

Dra. Fernanda Araújo – Alergista e Pediatra em São Paulo – Para mais informação sobre o consultório clique aqui, para agendar uma consulta envie mensagem para o whatsapp do consultório (11) 98363-6577.

Comente pelo Facebook

Leia mais!