8.maio.2012

Circo dos Horrores

Uma super amiga minha ia levar seu filho ao circo. Eis que muitas amigas tinham me perguntado se eu já tinha ido no tal circo, e como não fui, resolvi perguntar a ela como tinha sido. E se filho dela, o Pedrinho, tinha gostado.
Eis a resposta da minha amiga, só tive que trocar os nomes da amiga, do filho, do marido e do circo, mas o resto da história é verdadeira!
” Querida,

Circo dos Horrores porque é de décima categoria. Pobre, sem a menor graça. 

Pedrinho amou, mas eu e o Eduardo só nos olhávamos… 
Agora não pode mais ter animais, então, eram palhaços e acrobatas alternados. Os acrobatas, o quadro da dor.Alguns com bambolês, outros com aquelas fitas de “voar”. 
A mestre de cerimônias, uma gorducha se achando super sexy, dizendo “fantástica exibição”, “maravilha”, “que beleza”! Para teres uma noção, um dos acrobatas, que “já se apresentou no Domingo Legal do Gugu” fazia suas “manobras” ao som de “Kuduro”. Ai,ai, ai…
 No final, do nada, surgem os Backyardigans, em fantasias de doer. O Pablo parecia estar com gastrointerite. Pedrinho achou a coisa mais fantástica os ” Backs”  irem no circo. Edu quer me matar até agora.
Ah!!! Uma das acrobatas foi “finalista do programa show de talentos do SBT”, eram essas as credenciais…
Não teve trapézio, nada. 
Ah! Os palhaços são bem sem graça. Um deles chamou o Edu para ajudá – lo na exibição, o que fez o Pedrinho achar tudo ainda mais divino e magnífico. 

O Edu quer me matar de forma lenta e dolorosa por isso…

E, para fazer justiça, tem uma hora que um palhaço canta em espanhol para uma acrobata que faz malabarismos em uma lua, horrível de mal feita. Eu tive de explicar mil vezes que era a lua. Pedro perguntava “cadê a lua?” – e além da música ser linda, a voz dele é bem bacana também.

Beijos!!!

PS: Os assistentes de palco são sem explicação, usando roupas sem comentários. Um deles, JURO, deve ser usuário de crack: magrão, sujo, com cabelo despenteado e i-mun-do!!! “




Aí gurias, será que alguma de vocês foi nesse Circo dos Horrores já?
Acho que não se fazem mais circos como antigamente…

Comente pelo Facebook

Leia mais!