19.jun.2015

Coisas que as amigas fazem, que te fazem querer fugir para as montanhas!

Todas vão concordar comigo que quando nos tornamos mães algumas amigas somem! Os primeiros meses podem ser um pouco caóticos para as mães e as amigas, principalmente as sem filho não entendem, só entenderão quando forem mães. 

Não estamos mais à disposição como estávamos antes dos filhos, é “fia”, as prioridades mudam! Também não temos mais aquela disposição que tínhamos antes dos filhos, precisamos nos acostumar com a nova rotina, com dormir pouco, e muitas vezes estamos cansadas para ir numa festa de aniversário da amiga às 23:00 de uma quinta-feira. Mas a boa notícia é que chega o dia que nos acostumamos e quando menos esperamos as coisas voltam a ser como antes, ou não, mas na medida do possível voltamos a frequentar alguns eventos sociais, conseguimos nos organizar para ver as amigas, ir ao cinema, cafézinho, praça cm chimarrão e solzinho…

Acredito e grito aos 4 ventos, se for necessário, que os filhos não são “desculpa” para nada. Já dei palestra em evento com o Caê no colo. Também já deixei de viajar a trabalho, mesmo sendo um evento para mães, não podia levar os filhos, como o Caê mama, nesse caso será sempre minha prioridade, não vou deixar de amamentar para realizar meus sonhos! 

Mas hoje não vou falar sobre as amigas que somem, nem sobre como é possível seguir a vida com filhos, aliás eles nos dão um belo empurrãozinho para realizarmos nossos sonhos. Hoje quero falar sobre algumas coisas que as amigas fazem que….sinceramente, eu não suporto, e depois dos filhos então, não tenho nem muita paciência! hahaha Passamos o dia nos dedicando aos filhos, casa, marido, trabalho, as vezes até conseguimos cuidar da gente e aí não tenho mais paciência para coisas do tipo:

AMIGA QUE SEMPRE LEMBRA DAS SUAS ESCOLHAS: Você está na M… , exausta, cansada, triste, e tudo que queria era um sorvete com doce de leite por cima e uma amiga para desabafar e sua “amiga linda” mal te escuta e fala que você está na pior por escolha! Ela lembra que você fez essa escolha, que a culpa é sua da sua insatisfação momentânea! OK, sabemos que nós fazemos nossas escolhas, mas gente, o caminho para chegar no destino tem seus obstáculos, por mais feliz e realizada que seja com as minhas escolhas, tem dias que dá tudo errado e só quero comer doce e colo de amiga, e aí sua amiga te lembra das suas escolhas?  #VamosDividirOSorveteMasNãoMeLembreDasMinhasEscolhasAgora #AhEuOdeio #MaisEmpatiaPorFavor

AMIGA QUE SEMPRE ACHA QUE A VIDA DELA TÁ PIOR: Sabem quando dá tudo errado e você só precisa de uma amiga para ouvir e um colinho? Pois essa amiga não entende, você fala que está chateada por tal assunto e lá vem ela dizer que a vida dela tá pior! Ela quer ser a campeã da vida de m… ganhar a medalha de ouro por estar mais na pior que você! Acho que quer fazer seus problemas serem pequenos perto dos grandes problemas dela… HAHAHAHA Vontade de falar que não é legal estar na pior, que não é competição…. Você acaba dando o colo e escutando ela…. e sem nem poder desabafar!

Gurias, confesso que pensei que teriam mais coisas que incomodam para esse post, mas o que me incomoda mesmo é a dificuldade que as pessoas tem em se colocar no lugar do outro, ou de escutar o outro. Sabemos que tem as amigas que sempre reclamam, eu já tive minha fase reclamona, e graças a amigas que me falaram sem nenhuma delicadeza, mas falaram, eu comecei a fazer terapia e perdi o vício de reclamar. SIM, reclamar demais é um vício e bem difícil de parar… Mas também temos direito de reclamar de vez em quando, de querermos um colo, um ouvido amigo para desabafar, quando desabafamos ficamos até mais leves. 

Tenho certeza que ninguém faz nada por mal, muitas vezes a amiga acredita que está ajudando, mas pensem bem, quando uma amiga te procura querendo um colo, deixa para falar dos seus problemas na próxima vez e escuta ela, quem começou tem direito a reclamar primeiro, tudo que ela quer é ser escutada, se quiser xingar o universo também ajuda! kkkk O que eu mais sinto falta hoje em dia é disso, ser ouvida sem ser julgada, que meus “problemas” são consequências das minhas escolhas, ou então que o meu “problema” não é nada perto do dela…rs mais empatia, mais amor, mais sorvete com doce de leite!!

Beijos

Angi

Comente pelo Facebook

Leia mais!