4.set.2014

Colar de Âmbar

Muitas de vocês me perguntaram sobre o colar que o Cae estava usando, é um colar de âmbar. O uso desse colar já é tradição na Europa, e novidade no Brasil, desde que a Gisele Bundchen postou foto de sua filha usando!

O âmbar é uma resina vegetal que se tornou fóssil há aproximadamente 50 milhões de anos e é encontrada principalmente na região dos Bálticos – inclusive as propriedades do colar só valem se as pedras forem dessa área.

Não há comprovação cientifica que comprovem a eficácia do colar para alivio de dores nos bebês, mas as mães que usaram garantem que funciona, alegam que diminuem os inchaços, dores, desconfortos, febres, muito comum no nascimento dos dentinhos dos bebês!
 
Segundo os antigos, em contato com a pele do bebê, as pedras do colar se aquecem e liberam quantidades minúsculas do ácido succínico no corpo. De acordo com a experiência delas, o acessório auxilia especialmente durante a fase de dentição, por aliviar dores e desconfortos como inchaço da gengiva e febre. fortalece o sistema imunológico, estimula o sistema nervoso e melhora a atividade metabólica. Por isso, o âmbar atuaria como analgésico e anti-inflamatório natural.
 
Mas é importante ressaltar que a Associação Brasileira de Odontopediatria tem como posicionamento oficial a não recomendação do colar de âmbar durante a fase de dentição, por risco de asfixia. Segundo eles precisaria de supervisão dos pais por 24 horas, o que é inviável. Uma alternativa é usar as pedras de âmbar em pulseiras ou tornozeleiras, o que elimina o risco de estrangulamento. Ou então colocar no tornozelo e dar duas voltas. Mas, ainda assim, há controvérsias devido às chances de a criança levar o objeto à boca.
 
O Caetano usa durante o dia no pescoço, e a noite fica sem o colar. Estou achando bem bom, esses dias eu esqueci de colocar durante o dia e percebi que ele estava bem angustiado, pode ter sido coincidência, mas depois disso não esqueço mais! hehehe
 
Como saber se o seu colar é autentico?
 
  • Coloque uma ou duas gotas de acetona ou álcool em uma das contas do colar. Se ficar viscosa, pegajosa ou alterar a cor, não é âmbar.
  • Misture uma parte de sal com duas de água e dissolva. Coloque uma peça de âmbar: se boiar, é autêntica.
  • O âmbar é morno ao toque, bem diferente das imitações de vidro, que são sempre mais frias que a sua pele.
Preste atenção às medidas de segurança
 
  • O fio deve ter um nó entre cada conta. Assim, em caso de ruptura, apenas uma cai.
  • Em qualquer idade, o colar deve ter entre 33 e 36 cm, para não ficar apertado nem frouxo.
  • Recomenda-se tirar no banho para evitar o desgaste do cordão.
  • O fecho deve ser de rosquear e coberto por âmbar, para o bebê não conseguir abrir.
  • Fique atento para o uso durante a noite. A recomendação é tirar o colar para dormir.

Gurias, para quem quiser conheço a Colar de Âmbar para bebê que é de Portugal, muitas amigas compraram com ela e é super de confiança! Ou email para [email protected] e falar com a Carina!

Relatos de leitoras!

Mileide Campanha: ” Minha bebê usa há um mês, eu senti diferença sim… ela começou a morder meu peito quando mamava e eu via que era coceira na gengiva. Fiquei muito triste em pensar que se ela continuasse me mordendo teria que desmama-la. Ela tem um ano, mas quero que mame até quando ela quiser. Comprei o colar e ela parou de me morder! Não sei se foi coincidência, mas funcionou!!”

leitoraambar

Monika Muñoz: “Quando nasceu os primeiros dentinhos não usávamos e depois corri comprar e até agora não nasceu mais nenhum dente para sabermos se há algum benefício. Quis comprar mesmo sabendo que não existem estudos científicos sobre o produto. Estou muito curiosa para ler o post amanhã. Esse é o meu filho Frederico com 6 meses e usa o colar faz 25 dias.”

leitoraambar2

Marilia Querido Perez: “Usamos desde 5 meses, ele dá muito trabalho com os dentes mas quando não usa é pior ainda!”
leitoraambar3
Elayne Marchesini: ” Esse é meu príncipe Lucas, usa desde os 4 meses já tem dois dentinhos e tudo aconteceu sem maiores problemas , alem de ser lindooo!!”
leitoraambar4
Raquel Gonçalves: ” Meu pequeno usou, dos 6 meses até 1 ano de idade..não fez muita diferença não. Eu colocava porque achava lindo! rsrsrsrs…hoje ele não usa mais porque começou a puxar o colar e fiquei com medo de ele se machucar! O colar ta lá penduradinho no guarda-roupa. “
leitoraambar5
Maíra Monteiro Brito: ” Eu uso e acho q faz diferença na quantidade que o pequeno baba. Mas esta para nascer outro dente e ele voltou a acordar mais a noite, querer peito.. Isso é inevitável!!”
leitoraambar6
Ana Paula Dias: ” Eu comecei a usar com seis meses. E uso até hoje. Aqui acho que funcionou algumas vezes sim outras não. “
leitoraambar7
Flávia Machado Teixeira Silva: “Miguel com 7 meses e usando seu colar! Eu sou positiva.. Vai que ajuda né?! “
leitoraambar8
Eliane Rosa: ” Eu estou usando Angi, achei que melhorou muito as crises de cólicas da minha Alice. Agora é esperar a fase dos dentes pra saber se ajuda também!”
leitoraambar9
Léo Raísa RC: ” Amei o colar!! “
leitoraambar10
Espero que gostem do post, gurias! Obrigada pelas fotos e depoimentos, gurias!
Eu acho que todo cuidado é pouco, eu tiro para dormir sempre!

Beijos

Angi

 

Fonte: Revista Crescer

 

Comente pelo Facebook

Leia mais!