20.out.2014

Como investir no futuro dos filhos!

Gurias, tenho uma super novidade, agora o Blog tem uma colunista nova, a Camila Bavaresco, consultora financeira pessoal e empresarial, além de ministrar cursos, palestras e treinamentos sobre Mercado Financeiro e Finanças Pessoais. Ela escreverá posts mensais, com dicas de Educação Financeira, desde como investir no futuro dos filhos, que é o post de hoje, mas também como economizar no supermercado, ou mesmo como se organizar para aquela viagem dos sonhos, e muitas outras dicas! Seja bem vinda, Camila, e obrigada pela parceria.

investir futuro dos filhos

Como investir no futuro dos filhos!

Durante a minha vida de consultora muitas vezes já fui questionada por pais que querem fazer uma poupança para garantir o futuro dos filhos, mas não sabem por onde começar. A preocupação é sempre a mesma: pagar uma boa faculdade ou, quem sabe, estudos no exterior. Sabemos que isso tudo tem um custo bastante alto para a maior parte da população.

E então qual é a solução? Planejar e começar a poupança desde cedo para não precisar despender de grandes quantias de uma vez só.

Passo 1: Quanto posso investir?

Verifique com calma o seu orçamento e defina quanto você consegue poupar por mês. Entenda isso como uma obrigação e não “se sobrar, eu guardo”. Se for assim, confie em mim: não vai sobrar.

Passo 2: Onde investir?

As opções para isso são bastante variadas, mas costumo sugerir:

Inicialmente comece a aplicar o valor mensalmente em uma caderneta de poupança, até alcançar um volume suficiente para trocar por investimentos mais rentáveis. (Atenção! Somente até ter um volume de dinheiro maior para conseguir boas aplicações!).

Tendo isso, você pode optar por:

– títulos públicos: com cerca de R$ 200 você já consegue investir em títulos públicos, que possuem uma rentabilidade bastante superior a da poupança, apesar da cobrança de IR (de 22,5% a 15% dos rendimentos).

– CDB: com cerca de R$ 1.000 você já consegue investir em CDB em diversos bancos. Possui, geralmente, uma rentabilidade superior a da poupança, apesar da cobrança de IR (de 22,5% a 15% dos rendimentos). Fique atento à rentabilidade oferecida, pois ela varia de acordo com o banco e prazo.

– LCI: após atingir um total de R$ 20.000 você consegue investimentos ainda melhores, como a LCI, que tem boas rentabilidade e não tem cobrança de IR.

Vamos a um exemplo: seu filho tem hoje 1 ano e você começou a investir $ 100 por mês.

Utilizando esta estratégia, com 18 anos seu filho terá R$ 45.767,88 disponível para viajar, pagar seus estudos ou comprar um carro. Ótimo, né? Com um pequeno esforço todo mês garantiu um grande pontapé para o seu filho iniciar sua vida profissional.

Mas quer saber mais? Se ele não usar esse dinheiro e deixar investido (sem investir mais nem um centavo), com 45 anos ele terá uma poupança de R$ 605.013,20. Milagre? Não: juros compostos.

Que tal começar hoje? Mãos à obra!

Camila Bavaresco

Consultora Financeira

Develop Educação Financeira

Tel.: (51) 9243-8872

www.developeducacaofinanceira.com.br

[email protected]opeducacaofinanceira.com.br

Comente pelo Facebook

  • Rochelle Goulart

    Adorei as dicas!!! É temos que pensar no futuro dos nossos tesouros desde cedo!!!

Leia mais!