7.out.2014

Cuidar de mim faz minha vida andar!

Mamis, a Calçados Bibi me convidou, novamente, para falar sobre o que tem feito minha vida andar. E cuidar de mim, tem feito minha vida andar.

Quando o Antônio nasceu, me dediquei totalmente a ele. Queria ser a melhor mãe do mundo e, para mim, isso significava estar presente em todos os momentos do desenvolvimento dele. Queria amamentar, trocar as fraldas, dar banho, fazer a maioria das coisas da vida de mãe, sozinha. Estaria presente quando desse o primeiro sorriso, daria a primeira papinha, ensinaria a sentar, virar, engatinhar, andar e falar. E assim foi. Estive com ele em todos os momentos, mesmo sem dormir e comer direito e super cansada, mas estive ao lado dele. A felicidade dele era a minha, isso me bastava.

Quando Antônio estava com 2 anos e meio, me dei conta que não fazia nada para mim. Não praticava nenhuma atividade física, preparava as papinhas mais elaboradas para ele, mas comia qualquer coisa. Estava cansada demais para mudar, estava infeliz na maior parte do tempo, mesmo vivendo tudo que sempre quis. Deixei de fazer as coisas de que gostava, com a desculpa de que não tinha tempo. Inventava mil desculpas para mim mesma, me sabotei por um tempão…

Um dia, me deu um clic.

Foi quando decidi cuidar de mim. Fiz uma dieta, comecei a correr e a malhar. Mudei o cabelo, e me organizei para ir ao salão de vez em quando, ou eu mesma trocar a cor do esmalte em casa. Em pouco tempo eu tinha emagrecido, e já me sentia muito melhor comigo mesma, e um pouco depois engravidei do Caetano.

Quando o Caê nasceu, eu já sabia que tinha de cuidar de mim, mas vai dizer isso para uma mãe recém parida? Novamente, nos primeiros meses, eu senti vontade de fazer tudo por eles! Não quis praticar atividade física, nem controlar algumas “gordices” que amo, queria apenas amamentar e estar presente para os dois. Quando um dormia, eu já não podia mais dormir, queria brincar com o outro, afinal quando nasce o segundo filho, a dedicação maior é para o bebê, mas não nos dividimos, e sim nos multiplicamos!

Mas, quando o Caetano fez 6 meses, eu já não me reconhecia mais como mulher. Resolvi fazer uma reeducação alimentar e cuidar de mim. Minhas roupas de antes da gravidez não serviam, e não agüentava mais usar leging #roupadegestanteemãe. Em duas semanas mudei minha alimentação e minhas roupas passaram a me servir novamente. Sinto-me mais disposta e feliz comigo mesma. Ontem me matriculei na aula de lutas para dar uma fortalecida nos músculos, queimar umas calorias, e sair um pouco de casa, já que trabalho em casa e saio pouco.

Lembrei-me de como é bom cuidar de mim! O filho precisa muito da mãe, mas de uma mãe feliz, bem humorada, positiva, e não de uma mãe cansada e “reclamona”. Não se sintam culpadas em pensar em si. Ao acordar lavem o rosto e se olhem no espelho. Vivenciem a maternidade intensamente, mas quando acharem que é hora de serem vocês novamente, cuidem de vocês, da beleza e da saúde. Organizem a vida para fazer as coisas de que mais gostam. Peçam ajuda ao marido, à mãe, a uma amiga, ou levem o baby. Mas não esqueçam de vocês!

E amanhã, euzinha da silva, estarei no grupo Minha Vida Anda, iniciativa dos Calçados Bibi, batendo um papo com as leitoras do Blog e quero saber como foi com vocês. Sentiram essa vontade de se cuidar ?

danibat06771

Foto feita bem no começo da gravidez do Cae, por Danibat!

Participem aqui do grupo —> Minha Vida Anda

Site: www.bibi.com.br

Fan Page: Calçados Bibi

Beijos, Angi

aviso

Comente pelo Facebook

Leia mais!