22.out.2014

Dificuldades da Hora de Dormir

Dormir é um hábito saudável e necessário para qualquer pessoa, disso ninguém duvida! Afinal, basta uma noite mal dormida, para que, no dia seguinte, se sinta as consequências. Com os bebês e as crianças, a importância do sono, não é diferente.

Dormir bem ajuda o seu filho a se desenvolver saudavelmente, a descansar das tarefas diárias, a sentir-se menos irritado, etc. Quando os pais conseguem manter uma rotina, as crianças sentem-se tranquilas, e também a vida familiar como um todo fica melhor, já que bebês e crianças que apresentam dificuldades para dormir, em geral, acabam modificando a rotina dos pais – que, em função, das noites mal dormidas, acabam se sentindo “estressados” e cansados, ao longo do dia.

Criar hábitos ajuda a criança a dormir bem, assim como, manter uma rotina tranquila. Uma criança com um dia muito atarefado, com muitas coisas para fazer e pouco tempo para descansar, para poder falar de seu dia na escola ou contar seus “feitos” para os pais, pode ser que chegue ao final do dia, excitado e com dificuldade em respeitar a hora de ir para a cama.

Por isso, que mudanças simples na rotina, fazem uma grande diferença, além disso, algumas informações sobre o sono das crianças são importantes.

No geral, bebês até os 3 meses de idade, necessitam de 16 ou mais horas de sono por dia, sendo que é comum, despertarem em média a cada três horas. A partir desta idade até por volta de 1 ano, precisam dormir de 13 a 14 horas, alguns já conseguem dormir a noite toda, mas ainda tiram suas sonecas ao longo do dia, de manhã e/ou de tarde.

Nesses primeiros anos de vida, o bebê ainda poderá despertar por breves momentos durante à noite, sendo comum os resmungos, sons e alguns chegam a chorar, mas é preciso que os pais fiquem atentos para não intervir imediatamente, aguardar alguns minutos pode ser muito bom para verificar se realmente o bebê quer algo ou precisa de alguém ou se, em seguida voltará a dormir. Já dos 2 aos 5 anos, as crianças passam a dormir em média de 10 a 12 horas. A necessidade de descanso irá diminuindo aos poucos, até que a criança já não precisará daquelas sonecas ao longo dia.

Caso esteja notando alterações no sono de seu filho, tais como: acordar várias vezes durante a noite, querer dormir só na presença dos pais (ou cuidadores), insônia, apnéia, sonambulismo, ou quando a criança acorda agitada, aos gritos e com sudorese (o que pode caracterizar o terror noturno) e se tais sinais e sintomas estejam causando alterações no humor, como por exemplo, a criança ficar mal-humorada ou com dificuldade de concentração o que prejudica sua aprendizagem, é necessário buscar ajuda!

Geralmente, tais alterações podem estar relacionadas com um período após determinada enfermidade que a criança possa ter passado; ao uso de medicamentos como os broncodilatadores e a estados depressivos, ansiosos ou ainda, com algum transtorno de estresse pós-traumático. Já em bebês, as alterações do sono, tipo insônia, pode ter relação com o desejo de chamar a atenção dos pais; fome; indigestão; nascimento dos primeiros dentes, cólicas, etc. Por isso, que a ajuda de seu pediatra e caso necessário, de um psicólogo são fundamentais, na hora de detectar se há ou não, algum distúrbio do sono.

Então, sabemos que alguns hábitos podem ajudar o seu filho a “ pegar no sono” e a conseguir dormir bem, são eles:

* Evitar dar estimulantes, próximo a hora de dormir, tais como: cafeína e alimentos ricos em açúcar

* Ajude-o a relaxar nessa hora: um banho, ler um livro, contar uma história

* Tente colocá-lo para dormir no mesmo horário: estabeleça uma rotina, também noturna

* Criar um ambiente calmo e propicio para o sono: quarto muito iluminado ou adormecer a criança num ambiente com música alta ou com jogos de vídeo-game, vão só atrapalhar

* Tente fazê dormir sempre no mesmo lugar: a inconstância atrapalha a criança, um dia dorme no seu quarto, no outro no do irmão. Bem como, é importante que a criança deixe o quarto dos pais o mais cedo possível.

A tarefa pode não ser fácil para os pais e ser super cansativa, ainda mais depois de um dia inteiro de trabalho, mas acreditem… uma noite mal dormida, tanto para seu filho, quanto para os pais, pode ser mais cansativo ainda!! Ajude seu filho a criar bons hábitos e o hábito de dormir bem, já começa na infância.

Luiza Cantarelli Coradini
Psicóloga Clínica
CRP: 07/20819

Especialista em Psicoterapia da Infância e Adolescência em formação Email: [email protected], pergunte sobre o desconto para leitoras do Blog.

Comente pelo Facebook

Leia mais!