30.maio.2018

O que é SINOVITE TRANSITÓRIA?

Oi gurias, tudo bem? Hoje tem post da Dra. Fernanda Araujo, que é Alergista e Pediatra em São Paulo e escreve o site seupediatra.com . Quem quiser uma pediatra maravilhosa clique aqui que tem mais informação sobre o consultório! E o tema de hoje é SINOVITE TRANSITÓRIA, já ouviram falar? 

sinovite

O nome pode assustar um pouco, mas conhecendo melhor a doença a gente ajuda as mães a ficarem mais tranquilas, por isso compartilhe com as amigas mães e ajude a difundir a informação.

O QUE É SINOVITE TRANSITÓRIA?  

A sinovite é a inflamação da sinóvia um tecido que cobre as articulações.

Sinovite transitória, indica que essa inflamação é temporária e vai durar pouco tempo.

Em geral, a criança tem uma história anterior de um simples resfriado, otite ou infecção das vias aéreas, um quadro viral. Após alguns dias, ou semanas, a criança acorda se queixando de dor e fica mancando, não consegue andar direito.

Normalmente o quadro atinge o quadril, e a dor pode se irradiar para o joelho e pernas. Podendo afetar só um lado ou os dois.

A doença não é grave, porém, é bastante dolorosa para as crianças, e os pais ficam muito aflitos e preocupados, com razão.

Os pais precisam procurar o médico logo no início do quadro. Para fazer o diagnóstico correto e descartar que possa ser outras doenças mais complicadas.

Os sintomas podem durar entre 10 dias e 1 mês. No início a dor é mais forte e vai melhorando gradualmente, com melhora e recuperação completa da criança sem deixar nenhuma sequela depois.

EM QUAL IDADE PODE APARECER A SINOVITE TRANSITÓRIA? 

 Pode aparecer em qualquer idade, mas é mais frequente entre 3 e 8 anos de idade.

COMO É FEITO O DIAGNÓSTICO DA SINOVITE TRANSITÓRIA?  

 O diagnóstico da sinovite é feito através da história e da clínica que a criança apresenta. E pode ser suportado por exames de sangue e de imagem, como raio-X e ultrassonografia se forem necessários, para descartar outras doenças.

COMO É O TRATAMENTO DA SINOVITE TRANSITÓRIA DO QUADRIL? 

 Não pode ficar forçando a criança a se mexer, precisa fazer repouso. Deixar ela ficar na posição mais confortável, evitando ao máximo que ela sustente o peso do próprio corpo com os pés no solo. O pediatra ou ortopedista vão passar remédio para diminuir a inflamação.

Espero ter esclarecido um pouco da doença para tranquilizar as mães que estão passando por esse episódio. Se ficar alguma dúvida, podem perguntar.

Beijos,

Dra. Fernanda Araújo – Alergista e Pediatra em São Paulo – Para mais informação sobre o consultório clique aqui, para agendar uma consulta envie mensagem para o whatsapp do consultório (11) 98363-6577.

Comente pelo Facebook

Leia mais!