4.jan.2011

Enfim, de volta pro meu aconchego…

Nossa, muito tempo sem postar, e sem visitar os blogs que tanto gosto, mas final de ano mexe comigo. Acho que final de ano mexe com as pessoas de uma maneira geral, e confesso que os últimos dias foram bem difíceis, mas estou achando um equilíbrio, e estou mais tranqüila.Graças a Deus!

Aconteceu tanta coisa, em tão pouco tempo, foi o natal, depois o pequeno fez seis meses, começou com as frutinhas, e seus cocôs diferentes, daí veio o reveillon. Ah,o reveillon, o tal do reveillon foi punk, um dia antes da virada, estávamos na casa do sítio dos meus sogros, eu surteiii! MEUDEUSSS, comecei a passar muito mal, bem na hora da janta, um arroz delicioso (mas bem apimentado…), depois de comer comecei a me sentir malzona, e dali uns minutos comecei a entrar numas nóia que ia morrer. Foi horrível, porque eu estava consciente, mas comecei a achar que ia morrer. Aquela noite foi péssima, tive uma insônia péssima, mas acabei sendo vencida pelo cansaço e até que durmi um pouco. Como eu já estava meia boca esse final de mês mesmo, eu tinha marcado psiquiatra, foi quando ela disse que eu tive uma crise de ansiedade. É realmente, estou estressada ao quadrado, cansada, ansiosa, e surtei! Até cheguei a achar que era a tal da depressão, ou mesmo a depressão pós parto, mas ela disse que é ansiedade (muita) e estresse (muuuuito), e que isso pode fazer (FAZ) muito, muito, muito mal! 

Como já contei aqui, eu moro na casa dos meus pais, mas minha mãe mora em outra cidade, e meu pai passa pouco tempo por aqui, e essa situação me incomoda muitooooo, eu sei que é temporário, que vai passar, que tal e coisa…mas meu cabeção pirou e não entende essas coisas de tempo muito bem, sabem aquela criança que sempre pergunta várias vezes na viagem, se já está chegando, se já chegou? Criança não tem noção de tempo muito bem, os pais falam, não chegamos, faltam 30 minutos, e 1 minuto depois a criança pergunta de novo… 

Eu sou assim, era para a gente ficar uns 3 meses aqui, e destino ou acaso, já estamos há 8 meses, e eu não aguento mais, e me pergunto, deu? Já está na hora de se mudar? Mas nuuunca chega, eu tinha colocado na minha cabeça que até dezembro a gente estaria num apê para chamar de nosso(nem que fosse alugado), e como não rolou, acho que isso também influenciou para o surto! Mas enfim, depois de acalmar, dias de sol perfeitos, piscina, espumante, maridão, amigas, e terapia, eu estou bem! E também tenho que ter tempo para mim, como mulher mesmo, fazer coisas de mulher, sem ser mãe toda hora, entendem? Nunca mais tinha feito uma mão, e quando vou cortar o cabelo levo o Antônio comigo. Tenho que ter um tempo prá mim, e com amigas, sem estar com ele todo o tempo. Aiiii, e prometo que vou voltar a escrever, e visitar os blogs de vocês…Por enquanto é só…uma explicaçãozinha do meu chá de sumiço temporário…
beijocas a todas

Comente pelo Facebook

Leia mais!