14.jan.2015

Férias da rotina!

ferias rotina

O período de férias é geralmente um dos mais aguardados do ano! Em meio a tanto estresse, correrias, prazos, etc, muitas vezes fica difícil não “sonhar acordado” com esse momento tão esperado. Em algumas situações, justamente por ser algo tão idealizado, é visível a dificuldade que algumas famílias apresentam em desfrutar do “merecido descanso”, por mais irônico que pareça ser!

E por que isso ocorre??? Bom, podemos pensar em diversas situações, e, nesses casos, não podemos esquecer da singularidade de cada indivíduo e de suas famílas. Mas, falando de um modo geral, isso pode ocorrer por ser difícil para todos – inclusive para as crianças – saber o que fazer “fora da rotina”. Até um momento prazeroso como as férias pode se tornar uma dor de cabeça!

Por mais estressante que a rotina seja, as pessoas ficam tão habituadas a ela que, quando ela não precisa ser seguida, pode-se ficar sem saber o que fazer! Isso acontece porque ela é estruturante na vida de qualquer pessoa, principalmente para as crianças. Através da rotina os pequenos aprendem muitas coisas, como respeitar os horários e organizar seu tempo, deixando-os mais seguros com o que vai acontecer no seu dia. É importante enfatizar aqui que ser estruturante e organizada não quer dizer que a rotina tenha que ser rígida!

Dentro da rotina, por exemplo, a criança e os adultos podem – e é bom que isso aconteça em alguns momentos – passar por situações inesperadas e imprevistas, o que também pode ser muito proveitoso, pois ajuda a lidar com dificuldades e frustrações. O que se busca trazer para reflexão aqui é a importância da rotina da criança e de toda a família, no sentido de trazer organização e segurança.

Porém, nas férias, a situação muda muito. Longe da correria da rotina, é importante que as crianças tenham um tempo para “relaxar” física e emocionalmente. E isso significa sair um pouco das regras e obrigações. Com maior tempo livre, pais e filhos podem ficar mais tempo juntos, o que, em alguns momentos, pode causar desentendimentos que não ocorrem no dia-a-dia, quando os pais ou um deles estão no trabalho, por exemplo. O ideal é que eles tenham paciência com os filhos, que precisam ocupar seu tempo livre. É uma ótima oportunidade para que os pais e os filhos possam passar mais tempo juntos, podendo resgatar momentos que não ocorrem com tanta frequência como nas férias, como reunir a família toda para uma ida a um parque, por exemplo.

É importante ter em mente que, mesmo que as crianças não trabalhem e tenham responsabilidades como as dos adultos, elas também precisam de descanso, físico e emocional. Por isso, deixá-las dormirem até mais tarde, se alimentarem em horários fora do normal, realizarem atividades e brincadeiras diferentes é muito benéfico para a criança e toda a família! 

 

Manoela Yustas Mallmann

Psicóloga Clínica

CRP 07/20863

Especialista em Psicoterapia da Infância e Adolescência

Contato: (51) 9559-2905

e-mail: [email protected]

Comente pelo Facebook

Leia mais!