23.dez.2015

Fiz promessas para 2016. E agora?

Mais um novo ano se aproxima e com ele, uma enxurrada de promessas. Entre elas, muitas promessas que envolvem dinheiro: “Esse ano vou guardar dinheiro”, “Esse ano vou deixar meu cartão de crédito em casa”, “Esse ano vou fazer trabalhos extras para ganhar mais”, “Esse ano vou pagar todas as minhas dívidas”, e por aí vai.

O problema é que, acabam as férias e com elas vem a rotina e as promessas inevitavelmente são deixadas de lado. E elas só costumam ser lembradas quando o próximo ano se aproxima.

Como evitar que isso aconteça?

1) Faça promessas realistas

Não prometa algo que você sabe que não irá cumprir, pois só vai fazer você se sentir culpada.

2) Defina COMO essa promessa será cumprida

Não basta ter a vontade de realizar algo, você precisa saber o que fazer para realizar.

3) Escreva suas promessas em um papel e o coloque em um local que você veja

Promessas tem que ser relembradas frequentemente. Cole o papel na parede do seu quarto, na sua carteira, na sua gaveta de calcinhas, etc. Use a criatividade.

4) Compartilhe suas promessas com a sua família

Acredite, tudo fica mais fácil quando a família apoia e colabora.

5) No final do ano, verifique se suas promessas foram cumpridas e se não foram, entenda porquê

Esse é um exercício fundamental. Se uma promessa está se repetindo por muitos anos e não sai do papel, veja onde está a falha e corrija.

Seguindo essas dicas, tenha certeza que suas chances de sucesso aumentarão. E muito!

Boa sorte, um Feliz Natal e um ano novo com muito suce$$o!!

Um abraço e até a próxima!

Camila Bavaresco

Develop Educação Financeira

Tel.: (51) 9243-8872

www.developeducacaofinanceira.com.br

[email protected]

Comente pelo Facebook

  • Eu sempre fiz promessas no fim do ano, mas nem sempre as escrevia em um papel. Acabava que no segundo mês já tinha esquecido tudo, rsrsrs…

    Esse ano, vou usar a tática da PALAVRA. Fiz uma reflexão sobre o que me faltou esse ano para me sentir mais completa e cheguei a uma palavra. Essa palavra vou levar comigo para 2016, assim posso ir pautando todas as minhas ações baseadas nessa palavra. Assim eu espero, pelo menos 🙂

Leia mais!