27.nov.2014

A Hérnia Umbilical está te deixando de cabelo em pé?

Olá Gurias,

É ótimo estar aqui outra vez e ajudar a esclarecer alguns temas polêmicos. Vejo muitos comentários na FanPage Mãe de Guri, mas às vezes não consigo responder à todos. Quem quiser uma atenção especial, tem um espaço lá no seupediatra.com, ou você pode curtir aqui a FanPage do SeuPediatra e escrever direto para mim, assim não tem risco de eu não ver.

Hoje vamos esclarecer um tema que apavora todas nós mães, a hérnia umbilical. E o que me deixa mais contente é saber que 95% das mães sairão daqui mais tranquilas.

Pronta para entender tudo e poder explicar para suas amigas também? Vamos lá.

O que é hérnia?

Quando alguém te falar essa palavra, a primeira coisa que você deve pensar é que tem alguma coisa fora do lugar. A hérnia é um buraco que não deveria existir, e por ele passa as estruturas que estão perto, criando um abaulamento.

O nome que vem depois indica o lugar da hérnia. Então Hérnia Umbilical, quer dizer que existe uma fraqueza na parede abdominal na região do umbigo, fazendo com que essa região aumente.

Qual a causa da Hérnia Umbilical?

Durante a gestação o bebê precisa do cordão umbilical, para receber os seus nutrientes. Por isso existe uma pequena abertura nos músculos abdominais, para permitir que o cordão umbilical passe por ali.

Depois que o bebê nasce, os músculos vão crescendo e fecham essa abertura. As vezes o músculo pode ser um pouco mais fraco, e demorar mais para fechar, ou não fechar completamente.

A hérnia umbilical é causada por essa “fraqueza” do músculo.

Como é feito o diagnóstico da Hérnia Umbilical?

Como tem um “buraco” ali no músculo, um pedaço da parede do intestino ou uma gordurinha, vai colocar a ”cara” ali, para ver o que é. CURIOSA ELA, NÃO É?!?!. É isso que faz com que o umbigo fique grande. E quando o bebê chora ou faz força, aumenta a pressão dentro da barriga e essa parede do intestino vai querer “fugir” pelo buraco, e o umbigo aumenta ainda mais. E reduz ou desaparece quando ele para de chorar.

O diagnóstico é feito assim, olhando apenas. E examinando o pediatra consegue sentir que o buraco realmente está ali.

Que bebês tem mais chance de ter Hérnia Umbilical?

A hérnia Umbilical é relativamente comum, atinge entre 10-20% dos bebês. É mais frequente em meninas do que em meninos. E tem mais casos na raça negra. Bebês prematuros também tem maior chance de apresentarem hérnia umbilical.

Precisa operar a Hérnia Umbilical?

Esse é o pedaço onde você fica mais tranquila. A maioria das hérnias umbilicais em bebês vai se resolver sozinha até 1 ano de idade, porque quando ele cresce o músculo do abdômen vai ficando mais forte, e fechando o buraco que tinha ali.

Até os 3 anos, 95% dos bebês já terão resolvido esse problema. A partir dessa idade, depende um pouco do tamanho da hérnia. A opinião dos pais também conta na hora de tomar a decisão. Alguns cirurgiões optam por esperar até os 5 anos para operar se não fechar sozinho. E outros, se a hérnia for grande, optam por operar diretamente.

A hérnia umbilical não dói e é muito difícil a hérnia umbilical trazer algum risco para o bebê. Mas se houver alguma complicação pode ser necessário operar antes. Procure o Pediatra com urgência se: o umbigo aumentar quando ele chora e não voltar ao tamanho anterior, a barriga ficar grande, ele tiver febre, parecer que o bebê está com dor, apresentar vermelhidão na região ou se ele tiver vômitos.

Adianta colocar Faixas e Moedas?

Você já deve ter ouvido uma pessoa mais velha dizer que deve colocar uma moeda no umbigo, ou uma faixa para curar a hérnia. Antigamente se acreditava nisso. Mas os estudos viram que a maioria vai curar sozinho, usando ou não faixa. E, atualmente, não é recomendado colocar faixas ou qualquer coisa no local porque não ajuda.

Lembra que falei que a hérnia é uma fraqueza do músculo? Se usar uma faixa deixasse o músculo mais forte, não precisaríamos de academias. Imagina que sonho seria usar uma faixa, e acordar com aquele abdômen tanquinho? Pois é, um sonho mesmo. Por isso que as faixas não funcionam. A comparação é só uma brincadeira, não leve a sério. J

Tem algum problema usar Faixas e Moedas?

As moedas são feitas de uma combinação de metais, por mais que se tente “esterilizar”, os metais podem provocar reação no local.

Você já percebeu como a barriga do bebê aumenta quando ele respira? Os bebês usam a barriguinha para ajudar a respirar, enquanto os adultos usam mais o tórax (peito).

Lembra como foi difícil respirar usando aquele vestido de noiva apertado? UFA! Eu quase desmaiei. Então… colocar uma faixa apertando a barriga do bebê causa nele o mesmo desconforto, ficando mais difícil respirar. Além disso, também dificulta a alimentação (lembre-se como é difícil comer com uma calça Jeans muito justa).

Outra coisa que viram, é que o uso da faixa pode deixar o músculo mais  “preguiçoso” e dificultar seu fortalecimento, prejudicando a resolução da hérnia.

Algumas amigas suas irão falar que usaram e “funcionou.” Minha experiência pessoal, meu bebê tinha hérnia grande, ninguém acreditava que fecharia sozinho. Eu não usei faixa, nem fiz nada, e também “funcionou. Antes dos 6 meses o umbigo já estava lindo.

Você viu que pode ficar mais tranquila, e não precisa ficar com os cabelos em pé, porque a maioria irá resolver. Para os poucos casos que precisarão de cirurgia no futuro, a cirurgia é relativamente simples, e você não deve se assustar se for preciso operar. A criança precisa ser anestesiada, para não sentir nada, e o cirurgião vai costurar esse “buraco” do músculo ou colocar uma malha para ajudar a reforçar o músculo se for preciso. Geralmente a criança pode ter alta no mesmo dia.

Vou só lembrar que às vezes um médico discorda do outro, e a opinião do seu médico é a que conta. Siga as recomendações do seu pediatra ou do cirurgião que está acompanhando o caso do seu bebê.

Espero que a hérnia do seu bebê feche o quanto antes, mas tenho certeza que ele é lindo do mesmo jeito. Beijos,

Dra. Fernanda Freire

Comente pelo Facebook

Leia mais!