18.jul.2017

Interação com o outro: o que as crianças de zero a um ano já são capazes de fazer?

Oi mães,

Esse post é o primeiro de uma SÉRIE SEMANAL sobre o ensino de habilidades para as crianças, desde o nascimento até os seis anos, com base no desenvolvimento infantil. Cada post irá abordar os principais comportamentos esperados, por faixa etária e por áreas de desenvolvimento. Serão contempladas 5 áreas de desenvolvimento infantil: Socialização, Linguagem, Autocuidados, Cognição e Desenvolvimento Motor.

É importante ressaltar que serão apontados comportamentos “esperados”, de acordo com literatura da área de desenvolvimento e que diferenças individuais podem ser detectadas. Não se tem o objetivo de “normatizar” as atitudes da criança, mas sim, sinalizar O QUE ELA JÁ É CAPAZ DE APRENDER. Assim, ao observar seu filho e verificar que ele não apresenta algum aspecto apontado, NÃO SE DESESPERE!! Utilize essas informações para ensinar e treinar novas habilidades!! E, na dúvida, procure um especialista!

No aspecto SOCIALIZAÇÃO, serão apresentadas habilidades relevantes na interação com as pessoas. É muito importante que, desde a mais tenra infância, a criança seja estimulada a interagir com os adultos e com os pares. Na faixa etária de zero a um ano é esperado que a criança:

1)      Observe uma pessoa se movimentando próximo ao seu campo visual;

2)      Sorria e emita sons em resposta à atenção do adulto;

3)      Olha para a própria mão, sorrindo ou vocalizando;

4)      Responde ao seu círculo familiar, sorrindo, vocalizando ou parando de chorar;

5)      Sorria, emite sons ou tenta tocar ao ver sua imagem no espelho;

6)      Acaricia ou toca no rosto de adultos (puxa cabelo, nariz, óculos…);

7)      Estende a mão em direção a um objeto que lhe é oferecido;

8)      Estende os braços em direção a pessoas familiares;

9)      Segura e examina um objeto;

10)  Sacode ou aperta um objeto colocado em sua mão, produzindo sons involuntários;

11)  Brinca sozinho por dez minutos, próximo a um adulto;

12)  Vocaliza para obter atenção;

13)  Imita adulto em brincadeira de esconde-esconde;

14)  Bate palmas e acena “tchau”, imitando um adulto;

15)  Oferece brinquedo, objeto ou pedaço de comida a um adulto, mas nem sempre entrega;

16)  Olha ou estende os braços quando é chamado pelo nome;

17)  Imita movimentos de outras crianças ao brincar.

Esses são alguns comportamentos que já podem ser observados e estimulados!!

Ana Paranzini é Psicóloga (CRP 08/09142), Mestre em Psicologia Clínica (PUCCAMP) e especialista em Orientação de Pais. Idealizadora do Programa on line ADEUS BIRRAS e do Programa on line de ORIENTAÇÃO DE PAIS – Quando eu mudo… meu filho se transforma, que já ajudou e está ajudando muitas famílias a educarem seus filhos de maneira efetiva e prazerosa.

Fonte: O Inventário Portage Operacionalizado: Intervenção com Famílias. Lúcia C. A. Williams e Ana Lúcia R. Aiello. Editora Memnon, 2001.

Comente pelo Facebook

Leia mais!