28.jun.2011

Invejinha

Quem nuuuunca sentiu uma invejinha?
Eu confesso, sinto sim, sinto muita, ai que feio,muito feio!
Vamos ao seu Aurélio, nosso dicionário querido, Inveja: desgosto ou pesar pelo bem ou felicidade de outrem – desejo violento de possuir o bem alheio – objeto de inveja.
Ah, que feio sentir inveja, e confessar em rede virtual, e ainda repetir, e se gabar!
Quem nunca teve inveja do marido?
Aquele ser que não vê seu corpo mudar durante a gravidez, não ganha peso, nem estrias, nem flancos. Não sente enjoos, nem azia, nem dores no corpo. Não tem aquele medo de tudo, medo do parto, medo do cocô no parto, da cesária, do pós parto, da amamentação, da amamentação em público. Aquele que não escuta palpite, nem absurdos ditos por pessoas que conhecemos, e muitas vezes por quem nunca nos viu mais gordas! É, aquela pessoa que não acorda nas madrugadas, e quando acorda acha que fez favor! Não troca muitas fraldas, e quando o faz considera que já fez sua tarefa do dia. Aquele ser que não vê sua vida de cabeça para baixo de um dia para o outro, não chora por tudo, nem por nada, não tem baby blues, nem depressão pós parto. Aquele ser que nunca parou de fazer suas atividades físicas por recomendação médica, continua jogando seu futebol sagrado da semana.
Pois bem, ontem maridão saiu podre de gripado para um futebolzinho, esporte cujo o deixou todo suado, no frio de graus quase que negativos no Rio Grande do Sul (pelo menos a sensação térmica é negativa). Ele jogou bola a valer,se divertiu, e eu o dia todo na função, aniversário, bebê, papa, fralda…
Ai, que invejinha boa, nem sei se existe inveja boa, acho até que não, mas eu queria priorizar os meus prazeres, ao menos de vez em quando. Ai, como eu queria fazer uma academia, sentir o vento nas tranças, ser livre por um momento, nem que ao menos em pensamento!
Acorda menina, sua vida é uma maravilha!
Invejinha do marido?
Aquele ser que nunca sentiu o bebê mexer na barriga, que não experimentou amamentar, não sabe o que é satisfazer seu bebê com seu leite. Aquele ser que não é necessário ao seu filho? É importante, lógico, mas necessária é a mãe. A mãe que acalma o filho quando tem pesadelos, e acorda chorando. A mãe é que tem a melhor das profissões, cuidar, educar, criar, amar, ensinar os princípios de um bom cidadão!
Inveja sai para lá, não te quero por perto! Nem vem que não tem, nem vem de garfo que hoje é dia de sopa… Deixa o papai jogar futebol, que o dia dele é cheio de estresses no trabalho, e o meu, pode até ser cansativo, mas eu tenho a melhor recompensa do mundo, o sorriso do meu menino!
BOM DIA!
Beijos

Ai, como eu amo esse sorriso!

Comente pelo Facebook

Leia mais!