30.jul.2013

Lixo é um assunto importante para conversarmos!

reciclagem

Infelizmente não era assim na geração dos nossos pais e nas anteriores. A vida era diferente. Eles produziam uma quantidade ínfima de lixo perto do que produzimos hoje, nesta civilização prática, industrializada e mais consumista. Também, na época deles, os meios de comunicação não mostravam os problemas que já começavam a ocorrer em função do acúmulo de lixo nos países do primeiro mundo.

Sempre valorizei as belezas da natureza e gosto de viver muito perto delas, mas quando conheci meu marido, que é biólogo, comecei a vê-la com outros olhos e a conhecê-la melhor.

Entendi como, apesar de sua força e exuberância, a natureza fica frágil ou às vezes reage violentamente, quando o homem a degrada. E o lixo é um dos piores meios de degradação da natureza.

Atualmente, é difícil não produzirmos muito lixo, por isso é essencial estarmos muito bem informados sobre o melhor destino possível a ser dado a ele, além de reciclarmos ao máximo.

Ao reciclarmos, damos um novo destino, ainda útil, ao que foi usado e de alguma forma poupamos matéria-prima da natureza, economizamos energia e geramos menos impacto ambiental para o nosso planeta.

Eu acredito que reciclagem é mais do que uma obrigação; é questão de cidadania! O meio ambiente saudável é direito de todos!

O Antônio já está desenvolvendo esta consciência ambiental na escola, e em casa também separamos e reciclamos nosso lixo. Afinal, somos o exemplo dos nossos filhos, não adianta ele aprender na escola sobre a importância de reciclar se em casa não o apoiarmos, né?

Sabemos que o dia-a-dia é corrido para todos, mas separar o lixo e, na medida do possível, reciclá-lo, têm de fazer parte da nossa rotina. Vamos deixar a preguiça de lado e separar o lixo orgânico do reciclável: óleo de cozinha, papel, plásticos, vidros e latas etc. O Antônio participa de tudo isso, junto conosco. E o estranho para ele é misturar o lixo orgânico com o reciclável.

Mas atenção! É inútil separarmos se o caminhão do lixo levar tudo para o lixão. Se na nossa rua não houver coleta seletiva temos que pressionar as autoridades para que ela seja feita e até lá, nós mesmas levarmos tudo que pudermos para cooperativas de reciclagem ou postos de recolhimento.

Cuidar do planeta começa em casa. Separe o lixo, nossos filhos e as futuras gerações agradecem!!

Beijos, Angi

naturamamaebebe

maedeguri

Comente pelo Facebook

Leia mais!