1.jul.2011

Madrinha de fé!

Eu acho que a escolha dos padrinhos dos nossos filhos, é quase tão importante e difícil como a escolha do nome!
E comigo não foi diferente, desde antes de engravidar tinha certeza que queria ela. Só ela, toda ela!
Ela é minha melhor amiga, ela sempre esteve presente na minha vida, em muitos momentos bons, outros nem tanto, mas ela sempre esteve para rir ou chorar!
Ela é carinhosa, amiga, querida, companheira, verdadeira, chorona, braba, ela é a madrinha dele, e eu sou muito feliz por ter seguido meu coração, e tê-la nas nossas vidas!
Para a mulher é muito importante poder contar com uma madrinha que confiamos, e o meu marido cedeu nessa escolha, ele queria que fosse a irmã dele, que eu adoro, mas é diferente, sabem? Ele cedeu, não foi fácil, mas tia já é tia…foi o meu argumento, ainda bem que colou!O padrinho é meu irmão, que mora longe, então realmente ele deixa a desejar, vamos ver se um dia melhora!
E eu tive a certeza que ela é a melhor madrinha do mundo, esses dias quando ela chegou aqui em casa, ele abriu um sorrisão e se tocou para os braços da dinda!
Eles se amam muito, e eu amo ver tudo isso!
Lembro dos meus padrinhos, que amo de paixão, os quais viajei muitas vezes para a praia, almoços na casa dos dindos, aniversário com os dindos, e até hoje é assim, eu os vejo sempre, falo frequentemente, e os AMO MUITO!E eles não são meus tios, são amigos dos meus pais. Eu desejo isso para o Antônio, que seus padrinhos o amem, e sejam além de afilhado e padrinhos, muito AMIGOS!
Dinda, a gente TE AMA MUITO! Muito obrigada por tudo que tem feito para nossa família!

Primeiro encontro dos dois, amor a primeira vista!P.S. A dinda morava na Austrália, e chegou nesse dia!

E aí? Como foi a escolha dos padrinhos?

Vocês acham que é melhor escolher parentes, ou por afinidade?
Beijos

Comente pelo Facebook

Leia mais!