24.nov.2010

Mãe corujosa

supermae3
Sou muito mãe coruja! Qualquer coisinha que o Antônio faz eu acho lindo, chamo o maridão para ver, quero tirar fotos, filmar, escrever para lembrar… ele é demais! Tem o sorriso sem dente mais lindo desse mundo, tem a coxa mais gostosa de apertar, a melhor bochecha para encher de beijos, o pé mais cheiroso do mundo, tá, tá, tá, não preciso enumerar as coisas gostosas do pequeno!

Toda mãe é mãe coruja! 
Não tenho dúvidas, e nem estou aqui para fazer um concurso da mãe mais coruja!  
Esses dias eu estava lembrando de como eu era antes do guri nascer. 
Eu não sei como minha vida tinha graça antes dele chegar, o Guto que me desculpe, mas o Toni trouxe tanta alegria, felicidade, plenitude para nós, que é como antes eu enxergasse o mundo em preto e branco, e agora tudo ficou COLORIDO.
Antes, eu tinha medo de insetos, toooodos mesmo! Desde baratas voadoras, “bruxinhas”, só não tinha medo de joaninhas, odiava aranhas, escorpiões, cobras, na verdade ainda odeio, sem dúvida, mas sou muito mais CORAJOSA… não que eu esteja contribuindo para extinção de algumas espécies, mas não posso ver uma aranha, mosquito, ou algum bichinho perto do berço dele, ou dos brinquedinhos, que vou lá e “TCHUM”, chinelo nele! 
Claro se conseguir tirar o bicho sem ter que dar uma chinelada, eu tiro, né? Mas se for um bicho que me dê aquele friozinho…não penso duas vezes, e nem chamo o homem da casa mais…até ele chegar, demora tanto que é capaz do bicho me atacar! Desde o nascimento do baby já “enterrei” uma aranha, um bichinho não identificado, uma traça, e um tatu bola(a definir)!
Tadinhos…ainda bem que não vi nenhum leão, nem tigre!Ufa!
Sou mãe coruja + corajosa = CORUJOSA!! 
Vocês também se tornaram mais corajosas ou ainda chamam o maridão para acabar com esses bichos perigosos?
Digamos que barata eu já toquei chinelo a distância, mas muito perto eu não chego, a não ser dentro do berço do guri….
Beijos
Angi

   

Comente pelo Facebook

Leia mais!