17.ago.2015

Mães e o Empreendedorismo Digital: porque essa dupla tem tudo a ver?

 Olá! É um prazer imenso estar aqui no blog Mãe de Guri, da Angi, um projeto que sempre acompanhei e admirei. Mais feliz ainda, estar aqui escrevendo sobre empreendedorismo, este assunto, que me preenche a alma. Talvez, porque nele descobri uma nova forma de viver a vida depois do nascimento das minhas meninas.

Apesar da vontade de empreender me acompanhar desde sempre, a coragem veio depois do nascimento da minha primeira filha, a Júlia, hoje com 7 anos. Nesta época, comecei a trabalhar com blogs na internet, mas por uma série de motivos, permaneci em empregos formais.

Mas, depois que engravidei da Isadora, percebi que o trabalho formal não se encaixava mais na nossa vida. Não queria perder novamente, os momentos preciosos da primeira infância dela, queria também estar mais presente na vida da Júlia, ter mais autonomia sobre nossa rotina e flexibilidade de trabalho. Foi aí que a coragem cresceu e fui empreender.

Atualmente tenho três principais projetos e todos funcionam na internet, o blog Indiretas Maternas, a loja de artigos infantis Puxunga e o Empreender Materno que visa apoiar e fomentar o empreendedorismo materno digital no Brasil, que existe há dois anos.

Todo esse tempo trabalhando com mães que querem ou empreendem e acompanhando estudos e pesquisas da área, podemos perceber que os motivos que levam essa mulheres a quererem empreender são diferentes dos outros empreendedores.

Elas querem mais tempo com os filhos, querem controle, autonomia, flexibilidade, sem abrir mão da realização profissional. O lucro e crescimento da empresa não é o mais importante, mas sim a qualidade de vida da família.

E nessa busca, o empreendedorismo digital atende muitas dessas demandas. Podemos entender o empreendedorismo digital, como  o desenvolvimento de um modelo de negócios pensado para oferecer um produto/serviço diferenciado através de um meio digital, como a internet.

Existem diversas formas de se fazer isso, como por exemplo, um blog, uma loja virtual, um aplicativo, entre muitos outros.

Trabalhar na internet, proporciona flexibilidade de lugar – já que a empresa não precisa estar fisicamente em uma localidade, flexibilidade de horário – já que é possível automatizar processos, economia – os investimentos são mais baixos do que de um negócio físico, entre outras vantagens que acabam atendendo bem às necessidades das mães empreendedoras.

Pra você que deseja empreender na internet ou já tem um negócio e quer dicas de Marketing Digital, convido pra acompanhar nossa coluna aqui no Mãe de Guri.

Obrigada e até o próximo texto 🙂

novacolunista_barbaravitoriano

Comente pelo Facebook

Leia mais!