9.maio.2018

Mais EMPATIA, por favor!

Desde pequena tinha um sonho: ser mãe! Antônio nasceu e TUDO foi MUITO diferente do que eu imaginei que seria! O amor é MUITO MAIOR do que poderia imaginar, o cansaço também! Não tenho tanta paciência quanto pensei que teria, mas tenho muito mais criatividade que imaginei! Eu pensei que jamais me sentiria sozinha, mas querem saber? Muitas vezes me sinto sozinha mesmo tendo 3 filhos! É uma solidão diferente de estar sozinha, é uma solidão em meio ao caos, dúvidas, angústia, medos, ansiedade e culpas que só as mães têm! Um misto de vontades, de poder curtir a infância dos meus filhos, mas também fazer algo por mim, trabalhar e me sentir útil! Um misto de me sentir inútil “apenas” cuidando dos filhos, e me sentir o máximo dando conta da casa, filhos, blog, negócios que criei, casamento e de mim…

Há quase 8 anos eu decidi compartilhar nossa vida com outras mães que pudessem se sentir sozinhas como eu, e aprendi e aprendo tanto compartilhando minhas reflexões que às vezes não sei se mais sou ajudada, ou se ajudo vocês! Gratidão!

Se expor é algo tão difícil, pois depois que nos tornamos mães as pessoas esperam que sejamos perfeitas! Parece que até ter filhos a gente pode comer o que bem entender, mas quando temos os filhos temos que mudar todos os hábito e só comer saudável! Até ter filhos é permitido tudo pela sociedade, mas quando nos tornamos mães, (ou seríamos santas), temos que justificar nossas escolhas! Se quiser parir em casa está louca, se quiser parir sem anestesia é Índia. Se quiser marcar cesárea é porque não quer sentir dor! Depois que nos tornamos mães fica difícil agradar, e querem saber? Não quero agradar ninguém não!

É um processo doloroso até ligarmos o fod@-se, afinal somos humanas e temos sentimentos, e eu sou canceriana, então tenho muitos sentimentos! E o pior? Quem mais julga as outras mulheres são as próprias mulheres! São as primeiras a perguntarem cadê a mãe da criança quando o pai leva no posto de vacinação, ou em qualquer outro lugar. São as primeiras a perguntarem se vai amamentar, se não está na hora de desmamar, se (ainda) usa chupeta, se toma mamadeira, se come doce, se usa celular… SENHOR, mais EMPATIA, por favor!

beijos

Angi

Comente pelo Facebook

Leia mais!