3.fev.2014

MAMILOS PLANOS OU INVERTIDOS: É POSSÍVEL AMAMENTAR?

Mamis,

Mamilos planos ou invertidos podem dificultar o início da amamentação, mas não necessariamente a impedem. Muitas mães apresentam dificuldades para amamentar seu bebê nessa condições, principalmente nos primeiros dias após o parto. Normalmente a nutriz coloca o bebê para mamar ao seio, o bebê abre a boca, mas não consegue iniciar a sucção, o bebê fica parecendo um “pica-pau”, dando “cabeçadas” na mama, abre a boca e não suga, e depois disso, fica muito bravo e chora bastante.

Porque isso acontece? Porque o mamilo é uma parte da mama importante para a amamentação. O mamilo serve de gatilho para o início da sucção do bebê ao seio, porque quando ele entra na boca do bebê, ele encosta no palato mole (“céu da boca” – bem lá no fundo da boca) e assim o bebê consegue começar a sugar, faz a pega correta e ordenha o leite materno.

Existem diversos tipos de mamilos, e é necessário que a gestante saiba qual o seu para saber como oferecer corretamente o seio ao seu bebê, evitando possíveis problemas.

Mamilo Protruso

mamilo protruso

Também chamado de normal, é o mais comum, cerca de 90% das mulheres apresentam esse tipo de mamilo. Esse tipo tem a forma ideal para amamentar, pois o bico fica em relevo em relação à aréola (círculo de coloração mais escura ao redor do mamilo) e enrijece durante a amamentação, facilitando a pega do bebê. Em algumas mães, ele é mais comprido, em outras, curto. Também pode ser estreito ou largo. Mas atenção: mamães com esse tipo de mamilo também apresentam dificuldades com a amamentação se não souberem como posicionar corretamente o bebê para mamar e como ajudar o bebê a fazer a pega correta.

Mamilo Plano

mamilo plano

Os chamados mamilos planos não chegam a se sobressair muito em relação à aréola e não se projetam facilmente para fora quando estimulados, o que pode tornar a amamentação um pouco mais difícil.

Mamilo Invertido ou Pseudoinvertido

mamilo invertido

Esse mamilo encontra-se virado para dentro, como se fosse o umbigo. Existe ainda o pseudoinvertido, ou seja, parece invertido, mas se projeta para fora ao ser estimulado (com o toque ou o frio, por exemplo).

Para saber seu tipo de mamilo, faça um teste simples: usando o dedo indicador e o polegar, crie um “C” com a mão e aperte a aréola (parte escura do seio). Se o mamilo se projetar para fora, é normal ou pseudoinvertido. Se não acontecer nada, é plano. Caso se vire para dentro, é invertido.

O que fazer durante a gestação?

As mudanças hormonais, que acontecem durante os nove meses, já preparam mamilos para o aleitamento. Eles podem ficar mais protuberantes, espessos e escuros para proteger os seios de fissuras. Não são indicados exercícios nem manobras para formação ou projeção dos mamilos, pois além de não serem eficazes, podem ainda induzir o parto prematuro.

Alguns profissionais da saúde indicam o uso de conchas de silicone (preparatórias para os seios) para a correção dos mamilos, porém, para a maioria das gestantes, as conchas não funcionam. Mas nada impede seu uso diário por quanto tempo a gestante quiser usar, pois em alguns casos, elas podem ajudar. Elas deve ser lavadas e fervidas diariamente, e devem ser retiradas para dormir.

Uso da concha

As gestantes também podem fazer uso de um produto disponível no mercado, chamado corretor de mamilos (Niplette®). Ele funciona como uma bomba que “suga” o mamilo, e pode ser usado todos os dias por até duas horas. Igualmente às conchas, ele pode ou não funcionar, e seu custo é mais elevado que a concha.

uso do niplette

É importante que as mamães com mamilos planos ou invertidos saibam que podem amamentar sem dificuldades, seguindo algumas orientações nas primeiras mamadas após o parto:

  • Para o mamilo plano ou invertido (ou mesmo para mamilos normais), é necessário que a aréola esteja bastante macia e elástica na hora de começar a mamada, para que o bebê faça a pega correta. Se ela não estiver macia, será preciso fazer uma massagem ao redor da aréola e ordenhar um pouco de leite, para aí então oferecer o seio ao bebê. Além disso, o bebê deve abrir bem a boca e abocanhar toda, ou quase toda, a aréola. Às vezes é necessário tentar diferentes posições para facilitar a pega e ver em qual delas a mãe e o bebê adaptam-se melhor.
  • A nutriz deve realizar manobras para protrair (deixar o mamilo mais protruso ou virado para fora) o mamilo antes das mamadas, como massagem no mamilo com a mão, compressas frias, sucção com bomba manual ou elétrica, ou uso de uma seringa de 10 a 20 mL (cortar o bico da seringa e colocar no mamilo e puxar o mamilo com o êmbolo). Recomenda-se essa técnica antes das mamadas e nos intervalos, se a mãe assim o desejar. O mamilo deve ser mantido evertido com sucção suave por 30 segundos ou menos, se houver desconforto. A sucção não deve ser muito vigorosa para não causar dor ou mesmo machucar os mamilos.

Uso da seringa

  •  Eventualmente, quando não se obtém sucesso com as medidas citadas, a mamãe pode utilizar o mamilo de silicone durante a amamentação (bico intermediário de silicone). Seu uso deve ser indicado por um profissional especialista em amamentação, pois para se ter sucesso com esse utensílio, a nutriz deve utilizar o silicone específico para o tamanho da base do seu mamilo. Existem no mercado mamilos de silicone em tamanhos específicos para cada mama, e esses são os indicados para essas situações. Caso contrário, o silicone pode machucar os mamilos e prejudicar ainda mais a amamentação.

uso do silicone

  • A nutriz deve ordenhar o seu leite enquanto o bebê não sugar efetivamente: isso ajuda a manter a produção do leite e deixa as mamas macias, facilitando a pega; o leite ordenhado deve ser oferecido ao bebê, de preferência, em um copinho.
  • A mamãe deve saber que com paciência e perseverança poderá superar o problema e que a sucção do bebê ajuda a protrair os mamilos. Também, à medida que o bebê cresce, a sua boca fica maior, ficando mais fácil a pega.

E não se esqueça, gestante ou nutriz, que a ajuda de um especialista em aleitamento materno vai lhe ajudar bastante caso seus mamilos sejam planos ou invertidos!

Abraços,

Rosane Baldissera

Consultora Internacional em Amamentação (IBLCE – L50789)

Nutricionista – Especialista em Nutrição Clínica CRN 6721

www.mamaebebeamamentacao.com.br

(51) 95329195 ou 85887915

logo_ro

Comente pelo Facebook

Leia mais!