14.jul.2014

MEL: QUAIS OS BENEFÍCIOS PARA AS CRIANÇAS?

mel_criancas

Imagem daqui!

O mel possui alto teor de açúcares, pequenas quantidades de aminoácidos e lipídios, juntamente com algumas vitaminas, minerais e compostos antioxidantes o que garante seu elevado valor nutricional. Porém, as amostras de mel que estão disponíveis comercialmente, diferem em qualidade por conta de vários fatores, como as condições geográficas, sazonais e de processamento, fonte floral, embalagens e período de armazenamento.

Os benefícios do mel já são reconhecidas e estudadas há muito tempo. Tem o poder de proteger o organismo contra vírus, inflamações, radicais livres e até mesmo câncer.

O trato gastrointestinal contém grande quantidade de bactérias essenciais e benéficas, especialmente bifidobactérias. Tem sido sugerido que o mel pode aumentar a quantidade dessas bactérias devido à presença de fibras prebióticas em sua composição. Mas cuidado pois o mel é rico em frutose (açúcar) e sabemos que o excesso deste está ligado a problemas de saúde.

E quando posso dar mel ao meu filho(a)?

O problema de dar mel ao bebê é que pode conter esporos da bactéria Clostridium botulinum, que provoca o botulismo. Não importa a marca ou a procedência do mel. Os esporos do botulismo são muito resistentes e podem sobreviver até à pasteurização e a altas temperaturas. A contaminação da criança pode ocorrer devido a imaturidade do seu intestino, que tende a proliferar a bactéria e produzir a toxina.

Então evite a oferta de mel e produtos que o contenham na receita ao seu bebê (menor de 1 ano).

Depois de 1 ano pode utilizar o mel para adoçar suco, bolos, biscoitos, como preferirem!

Abraço, Joci

Jociane Catafesta {(51) 92177611}
CRN2 6376
Nutricionista Funcional
Personal Diet (Gestante, Pós Parto, Baby e Familiar)
Mestre em Gastroenterologia/UFRGS
Aperfeiçoamento em Nutrição Infantil
Fan Page: Consultório de Nutrição Jociane Catafesta 

Comente pelo Facebook

Leia mais!