12.mar.2014

Melasma na gestação!

Olá mamães e futuras mamães leitoras  do blog. Meu nome é Letícia, sou dermatologista  e estou aqui para esclarecer algumas dúvidas sobre os cuidados com a pele durante a gestação e cuidados com a pele das crianças.  Hoje vou falar sobre manchas na pele, também chamadas de melasma, assunto de grande interesse por parte da maioria das mulheres.

melasma_4

Melasma é um distúrbio adquirido da pigmentação, caracterizado por manchas escuras ou acastanhadas nas áreas expostas ao sol, principalmente na face.  Pode também ocorrer no colo e nos braços.  Acomete predominantemente mulheres em idade fértil, mas também pode aparecer em homens.

É uma condição bastante comum em altas altitudes e em países ensolarados, onde é alta a incidência de radiação ultravioleta. Predisposição genética desempenha um papel importante para a sua manifestação, bem como a exposição solar. É muito frequente o seu surgimento durante a gestação (afeta cerca de 70% das gestantes), pelo aumento dos níveis de estrógeno e progesterona, que podem causar hiperpigmentação. Se há melasma antes da gestação, este tende a piorar no segundo trimestre, podendo desaparecer espontaneamente após o parto em até 90% dos casos.

O tratamento é dividido em duas fases:

  1. Clareamento das manchas
  2. Manutenção da pele livre das manchas

O clareamento das manchas pode ser feito com uso de substâncias despigmentantes, aplicadas sobre a pele.  A hidroquinona é um potente clareador,  considerado um dos melhores tratamentos para o melasma, sempre associado com a proteção solar. Geralmente  utiliza-se combinações de hidroquinona com outros ácidos, em fórmulas já existentes no mercado ou em fórmulas manipuladas. Infelizmente a hidroquinona não é recomendada durante a gestação e a lactação, porém existem outras opções de tratamento durante esse período, além do uso de protetor solar.  Mas como todo tratamento deve ser realizado sob orientação médica, é muito importante que vocês consultem seus dermatologistas para avaliar o tratamento mais adequado.

A fotoproteção é elemento essencial no controle das manchas e deve ser usada sempre, com FPS no mínimo 30 (para pessoas portadoras de melasma geralmente indicamos o uso de FPS mais alto, como 60).  Deve-se dar preferencia aos protetores que contenham filtros físicos (aqueles que deixam a pele mais branca), que bloqueiam a passagem da radiação UV, como o dióxido de titânio e óxido de zinco. Além do uso de protetor solar, outras medidas também devem ser realizadas, como evitar exposição solar e fazer uso de chapéus, bonés e sombrinhas.

Espero que o texto tenha esclarecido suas dúvidas!  Fico à disposição para outros questionamentos através do contato: [email protected]

Abraço,

Dra. Letícia Pargendler Peres

Dermatologista

CREMERS 32812

RQE 26256

Comente pelo Facebook

Leia mais!