2.jan.2018

“Meu bebê joga tudo no chão!!” Aprenda sobre os comportamentos esperados até um ano de idade

Oi mamães, o post de hoje é sobre os comportamentos que são esperados até 1 ano de idade. As mães costumam sempre se cansar de pegar objetos atirados ao chão pela criança. Mas você sabia que esse comportamento é essencial para o desenvolvimento motor saudável da criança?!?!

O Desenvolvimento Motor engloba a capacidade do ser humano em se movimentar. Desde bebê, alguns comportamentos tem a função de iniciar habilidades que serão requeridas ao longo de todo desenvolvimento.

Antigamente, as crianças eram criadas ao ar livre e em espaços abertos. Hoje, devido a vida moderna e a correria do dia-a-dia, busca-se mais praticidade e os eletrônicos já fazem parte da vida da família. Quando a criança é ainda muito pequena, ela é curiosa e um explorador ativo, quer ver, escutar e tocar em tudo. Assim, é essencial que se conheça os aspectos do desenvolvimento motor das crianças, tanto para se ter conhecimento do que é esperado em cada faixa etária, bem como para estimula-la!! Confira o que seu bebê, que está entre zero e um ano de idade já pode se desenvolver:

  1. Estende os braços em direção a um objeto colocado a sua frente;
  2. Alcança um objeto colocado a sua frente, em uma distância de 8 cm;
  3. Apanha um objeto preferido, colocado a sua frente, entre 20 e 30 cm;
  4. Coloca objetos na boca;
  5. Eleva a cabeça e o tronco, apoiando-se nos braços, ao estar deitado de barriga para baixo;
  6. Levanta a cabeça e o tronco apoiando-se em um só braço;
  7. Toca e explora objetos com a boca;
  8. Estando de barriga para baixo, vira de lado e mantém esta posição em 50% das vezes;
  9. Estando de barriga para baixo, vira de costas;
  10. Estando de barriga para baixo, move-se para frente (o equivalente à altura de seu corpo);
  11. Deitado de costas, rola para o lado;
  12. Deitado de costas, vira de barriga para baixo;
  13. Faz esforço para sentar-se, segurando-se nos dedos de um adulto;
  14. Vira a cabeça com facilidade, quando o corpo está apoiado;
  15. Mantém-se sentado por dois minutos;
  16. Solta um objeto para apanhar outro;
  17. Apanha e deixa cair um objeto, de propósito;
  18. Fica em pé com o máximo de apoio;
  19. Estando de pé, com apoio, pula para cima e para baixo;
  20. Engatinha para apanhar um objeto;
  21. Senta-se, apoiando-se sozinho;
  22. Estando sentado, vira de gatinhas;
  23. Estando de barriga para baixo, consegue sentar-se;
  24. Senta-se sem apoiar nas mãos;
  25. Atira objetos ao acaso;
  26. Balança para frente e para trás, estando de gatinhas;
  27. Transfere objetos de uma mão para outra, estando sentando;
  28. Segura em uma das mãos dois cubos de 2,5 cm;
  29. Fica de joelhos;
  30. Fica em pé, apoiando-se em algo;
  31. Usa preensão de pinça para pegar objetos;
  32. Engatinha;
  33. Estando de gatinhas, estende uma das mãos para o alto tentando alcançar algo;
  34. Fica em pé com o mínimo de apoio;
  35. Lambe a comida ao redor da boca;
  36. Mantém-se em pé, sozinho, por um minuto;
  37. Derruba um objeto que está dentro de um recipiente;
  38. Vira páginas de um livro (várias ao mesmo tempo);
  39. Escava com uma colher ou pá;
  40. Coloca pequenos objetos dentro de um recipiente;
  41. Estando em pé, abaixa-se e senta-se;
  42. Bate palmas;
  43. Anda com um mínimo de apoio; 
  44. Dá alguns passos sem apoio.

É importante ressaltar que serão apontados comportamentos “esperados”, de acordo com literatura da área de desenvolvimento e que diferenças individuais podem ser detectadas. Não se tem o objetivo de “normatizar” as atitudes da criança, mas sim, sinalizar O QUE ELA JÁ É CAPAZ DE APRENDER. Assim, ao observar seu filho e verificar que ele não apresenta algum aspecto apontado, NÃO SE DESESPERE!! Utilize essas informações para ensinar e treinar novas habilidades!! E, na dúvida, procure um especialista!

Ana Paranzini é Psicóloga (CRP 08/09142), com Mestrado em Psicologia Clínica (PUCCAMP) e atua em Orientação de Pais. Idealizadora do Programa on line ADEUS BIRRAS e do Programa on line de ORIENTAÇÃO DE PAIS – Quando eu mudo… meu filho se transforma, que já ajudou e está ajudando muitas famílias a educarem seus filhos de maneira efetiva e prazerosa. Você conhece? Acesse a FanPage Ana Paranzini.

Fonte: O Inventário Portage Operacionalizado: Intervenção com Famílias. Lúcia C. A. Williams e Ana Lúcia R. Aiello. Editora Memnon, 2001.

Comente pelo Facebook

Leia mais!