18.out.2017

Meu marido não me ajuda!

Se tem uma frase que me deixa nervosa é quando uma mãe fala: graças a Deus meu marido me ajuda!

Gente, como assim o marido ajuda? Meu marido não me ajuda, ele faz a parte dele! Marido é PAI! E pai tem responsabilidades na criação dos filhos e nos cuidados da casa, por que não teria?

Eu sei, no tempo das nossas bisavós (até das nossas avós), na maioria das casas, os homens eram responsáveis pelo sustento e as mulheres pelos cuidados dos filhos e da casa. Na minha família, a minha avó trabalhava tanto quanto meu avô, eles tiveram 9 filhos, contavam com a ajuda de outras pessoas com os cuidados dos filhos e da casa. A minha mãe também era e ainda é, uma baita mulher, sempre foi atrás dos seus sonhos! O sonho dela era ter um negócio próprio, então ela trabalhava fora. Nós íamos para a escola e também ficávamos com uma cuidadora. Essas foram escolhas da minha avó e da minha mãe. Já eu cresci querendo ficar mais tempo com meus filhos. Eu AMO trabalhar fora, mas não queria passar o dia fora e vê-los por pouco tempo ao final do dia, ao menos enquanto pequenos. Essa é minha escolha e meu marido me apoiou, e só eu e ele sabemos o quanto é difícil, apesar de ser a nossa escolha, abrimos mão de muitas coisas para vivermos essa nossa escolha. Eu abri mão de um salário fixo, já que atualmente sou autônoma, abri mão de sair de casa e ver gente, abri mão de termos mais bens materiais, porque a nossa renda diminui. Mas colocamos as nossas prioridades na balança e somos muito felizes assim!

Quem fica em casa com os filhos além de abrir mão da profissão, de vida social, pois muitas vezes não convive com outros adultos, trabalha o dia todo! O trabalho de casa NÃO TEM FIM. Você arruma a sala, pouco tempo depois está desarrumada, porque as crianças são crianças e vão brincar, vão bagunçar, e por mais que você ensine elas a guardarem, não fica igual como você arrumou. O banheiro que você recém limpou, assim que um filho usa e deixa escapar um pouco de xixi, já está sujo. A cozinha a mesma coisa, você terminou de lavar a louça do café, já começa a sujar com as coisas para o almoço. É um trabalho sem fim, sem remuneração, e muitas vezes ingrato, pois muitas vezes não somos reconhecidas! É MUUUUITO CANSATIVO, pois no meio de todas as tarefas da casa, ainda tem que cuidar e educar os filhos, amamentar, apartar brigas, trocar fraldas, dar banhos, revisar os temas… Ficar em casa com os filhos NÃO É PARA TODO MUNDO, e não tem nada de mal nisso. Mas lembre-se, se você escolheu essa vida, seja feliz, faça com amor, não queira manter tudo arrumado o tempo todo, pois é impossível, e agradeça pelas coisas boas! Essa escolha é sua e do marido, e não dos filhos, então nada de “descontar” neles agora, ou mais para a frente… eles não pediram para você abrir mão do trabalho para ficar com eles. Você certamente pausará sua vida profissional por um tempo e poderá ser muito difícil voltar, mas se é o que você quer, certamente colherá muito amor futuramente.

Quem trabalha fora abre mão de estar mais presente na criação dos filhos, de ver os primeiros passinho, de dar as primeiras papinhas, mas é natural você querer ou precisar trabalhar. Muitas mulheres voltam ao trabalho e são muito felizes e quando estão com os filhos, são super mães e presentes, a gente sabe que o que importa mesmo é tempo de qualidade. Trabalhar fora pode até ser mais tranquilo do que ficar em casa, pois só o fato de não ter um bebê atrás de ti, te chamando o tempo todo já é mais fácil… Mas as vezes, perde horas no trânsito, tem que lidar com cobranças e pressão, é um cansaço diferente.

Muitas vezes, quem fica em casa acha que trabalhar fora é mais fácil, pois em casa ficamos esgotadas com a educação dos filhos. Ainda mais tendo que cuidar da casa, ou trabalhar em home office. Mas tenho certeza que os dois são trabalhos difíceis!

Por isso é tão importante nos apoiarmos em casa! Ter em mente que é difícil para todo mundo, mas que podemos nos apoiar e tornar mais leve o dia a dia do outro.

Para quem fica em casa É FUNDAMENTAL ter um tempo para si, fazendo coisas que gosta. Pois além do desgaste físico, de ficar o dia atrás dos filhos, tem o desgaste emocional, que é punk. Então você tem que se conhecer e pensar no que você gosta de fazer e que relaxa a mente. Eu gosto de assistir um seriado, ir para a academia, que além de cuidar da mente, cuidamos da saúde e ajuda a voltar ao corpo de antes dos filhos e faz bem para a auto estima. Mas tem gente que gosta de dormir, ou de tomar um banho tranquila, ou de conferir as redes sociais… Seja o que for, é fundamental que quem fica em casa tenha pelo menos uma hora para relaxar a mente. É difícil, mas é necessário e temos que priorizar esse tempo para nós!

Quem trabalha fora também precisa desse tempo, mas também precisa tempo com os filhos, já que as vezes tem pouco tempo no final do dia com os filhos. Por isso aqui em casa, quando o marido chega do trabalho ele fica com os guris, da janta, e cuida dos banhos. O Antônio toma banho sozinho, o Caetano o Guto ajuda, e o Santi ele dá banho. Claro que, muitas vezes eu dou banho, dependendo do meu cansaço e disposição, mas tem dias que o cansaço é tão grande que não dá. Mas aí o marido chega em casa e dá o suporte que eu preciso. Também tem dias que ele chega em casa podre de cansado e precisa de uns minutos sozinho também, e daí eu seguro as pontas mais um pouco até ele estar mais de boas! Casamento é isso, não é competição de quem está mais cansado, mas sim pensar em como ajudar o outro. Estamos vivendo a fase mais cansativa de nossas vidas, sabemos disso e sabemos que passa rápido.

Eu sou sortuda? Sou sim, mas não por ele me “ajudar”, mas por ele fazer a parte dele, como pai, como dono de casa, como marido. E ele é sortudo também, pois sei que ele acha importante que eu fique com os guris em casa, principalmente enquanto pequenos. Nós não somos perfeitos, mas nós temos a consciência que os dois precisam estar bem para que o casamento esteja feliz. O Guto jamais ficaria em casa com as crianças, ele não conseguiria e tudo bem. Eu consigo, na maioria dos dias eu amo, mas tem alguns dias que quero fugir para as montanhas! E a vida é assim mesmo…

A melhor coisa é vocês sentarem sozinhos, depois que as crianças dormirem e conversarem sobre como anda a vida de cada um. As vezes, o problema é falta de comunicação. Vocês já dividiram as tarefas? Que tal colocar no papel todas as tarefas da casa e dos filhos, de repente assim o marido vê o quanto você tem feito sozinha! E dividam as tarefas! Dividam conforme acharem justo para vocês! Se você não quiser dividir e quiser fazer tudo sozinha, beleza, se for sua escolha, tá tudo certo. O que não dá é um estar sobrecarregado e exausto, abraçando o mundo, enquanto o outro chega em casa e descansa!

Agora repitam comigo:

  • MEU MARIDO NÃO ME AJUDA, MEU MARIDO FAZ A PARTE DELE!
  • MEU MARIDO É ÓTIMO, MAS EU TAMBÉM SOU ÓTIMA, SOU A MELHOR ESPOSA E MÃE QUE POSSO SER!
  • NÓS SOMOS UMA EQUIPE, ONDE CADA UM FAZ A SUA PARTE PENSANDO NO BEM ESTAR GERAL DA FAMÍLIA!

Beijos

Angi

Comente pelo Facebook

Leia mais!