18.jul.2016

O parto que EU QUERO ter!

Oi gurias!

Muitas leitoras me perguntam sobre o parto do Santiago. Para falar do parto do baby, vou falar um pouco do parto do Antônio e do Caetano. Eu sou super a favor do parto normal, principalmente porque na maioria das vezes é o melhor para mãe e bebê! Já falei um pouco sobre parto nesse post aqui, segundo a Organização Mundial de Saúde, a cesárea é melhor para quem precisa dela, o que deveria ser 15% das mulheres. Hoje, no Brasil o índice de cesariana é 51%, chegando a 88% na rede privada. #ParaRefletir

Conheço muitas mulheres que queriam parto normal e foram desencorajadas por seus médicos, porque eles queriam marcar o parto para um dia bom para eles e não deram valor para a escolha da mãe. Muitos médicos inventam motivos para fazer cesárea, não são sinceros, impedindo que as mães tenham a experiência que querem e acreditam ser melhor para elas, mesmo com outros médicos… isso me revolta!

Eu sei, esse assunto é muito complexo, além de polêmico, vou tentar focar no parto do Santiago! Sim, eu quero parto normal! 

O Antônio nasceu de uma cesariana. Vou resumir, mas prometo post em breve… A minha bolsa rompeu em casa, fui para o hospital, induziram o parto, fiquei muuuitas horas em trabalho de parto e depois de 12 horas eu não dilatei quase nada, 3cm, e o médico fez uma cesárea. Apesar de não ter o parto normal que tanto queria, ele nasceu na hora dele, super saudável e ficamos bem! Com Caetano eu queria novamente um parto normal, mas agi diferente da gravidez do Antônio, eu procurei uma médica que apoiasse o parto normal depois de cesárea, que algumas amigas tinham vivido essa experiência com ela, também procurei uma doula e me informei muito, li livros, fui em palestras sobre parto. E tivemos nosso tão sonhado parto normal (quem não leu, pode ler aqui). Se tivesse que comparar os dois partos, posso dizer que me senti muito melhor depois do parto normal, tanto fisicamente, quanto psicologicamente! Mesmo doendo muuuuito, mesmo sendo um parto bem longo, foram 16 horas de trabalho de parto, eu me senti muito melhor! A cesárea é uma cirurgia, e eu não queria fazer uma cirurgia para ter meu filho, eu queria viver todo o trabalho de parto, as contrações, as dores, as alegrias, a expulsão… queria viver ativamente e não deitada na cama e sem sentir as pernas, anestesiada. Agora, grávida do Santiago queremos novamente o parto normal. Não quero a todo custo, sei que se estiver tudo bem, ele nascerá de parto normal! Mas sei que se precisar, faremos uma cesárea! Sou bem relax com as minhas escolhas, mas tenho consciência que algumas escolhas não são apenas minhas, são da família!

Sei que essa experiência é minha, mas gosto de compartilhar, pois é POSSÍVEL TER PARTO NORMAL DEPOIS DE CESÁREA!!!!

Se eu pudesse dar algumas dicas, que fizeram a diferença para ter o meu parto normal seria:

  1. Descobriu a gravidez? Procure um médico que apoie DE VERDADE o parto normal.  Um médico que tu conheça mães que tiveram parto normal com ele! Se tu teve cesárea antes e quer parto normal, então procure um médico que alguma amiga/conhecida tenha tido um parto normal depois da cesárea! Sei que hoje nem todo mundo tem convênio médico, e que no SUS é difícil escolher médico. Se o seu caso é parto no SUS, procure se informar em grupos de apoio a gestante, na maioria das vezes os encontros são gratuitos ou com valores acessíveis. Informação É TUDO!!! 
  2. Procure uma DOULA! Esses dias postei um texto sobre doula aqui, a minha doula foi fundamental para meu parto, pois me informou sobre o parto normal, me falou o que poderia esperar, me apoiou durante o trabalho de parto, conversou, me acalmou, fez massagem e me fez ficar mais tranquila quanto ao parto normal! Sim, doula tem um custo, não conheço ninguém que trabalhe de graça. Aí tens que conversar com marido e avaliar se acha que vale o investimento. No parto do Caetano, a minha doula veio para minha casa pelas 22:00 e ficou conosco até ele nascer, quer dizer, até irmos para o quarto, umas 15:00 hs, ou seja passou um tempão comigo. Ela tem 3 filhos, todo esse tempo, ela teve que ter apoio de alguém para deixar seus filhos, as vezes até precisam pagar alguém para isso, então não tem como fazer de graça, né? Sei que em algumas maternidades públicas tem doulas voluntarias, então se você não quiser/puder investir numa doula, procure se informar se na sua maternidade tem doulas voluntarias. Claro que será diferente, pois quando escolhemos a doula, vamos criando um vínculo com ela durante a gravidez, se for uma do hospital não terá tanta intimidade, mas mesmo assim será maravilhoso!
  3. Faça um PLANO DE PARTO, seja com sua médica, sozinha ou com sua doula! Mesmo que essa médica não te acompanhe no trabalho de parto, em caso de SUS, você pode apresentar para o médico plantonista, e ele irá respeitar. Estou falando isso, porque tive amigas que tiveram no SUS e os médicos respeitaram o plano de parto, mas algumas vezes é questão de “sorte” ter um profissional que leia e respeite suas vontades, muitas vezes eles seguem padrões do hospital e não dão bola para suas expectativas… Aqui tem um modelo de plano de parto, vejam como é simples!
  4. ACREDITE EM VOCÊ! O nosso corpo é perfeito, as mulheres sabem parir, os bebês sabem nascer! Leia muitos relatos de parto, assista programas, se empodere! Não dê ouvidos para quem é contra o parto normal, nem para pessoas negativas, se puder, evite conviver com pessoas que fiquem te desencorajando! Se informe, se informe, se informe!

Essas seriam as minhas dicas para você ter um parto normal, mesmo depois da cesárea, É POSSÍVEL!!!! Mas, quero deixar claro que respeito todas as mulheres/mães – as que fizeram cesárea por vontade, as que fizeram por necessidade, as que pariram no hospital, as que pariram em casa – e não cabe a mim, e a nenhuma mãe, julgar as outras! Essa é minha experiência, esses são meus pensamentos… 

Nesses 5 anos de Blog (quase 6 anos), onde compartilho o dia a dia da minha família, nossas alegrias, nossas tristezas, nossas dificuldades, nossas conquistas, uma das minhas maiores alegrias é saber que empoderei mulheres a parir! Quando uma leitora me fala que teve seu parto normal depois da cesárea, fico muito feliz em inspirar! Não tem dinheiro no mundo que pague isso!!

Beijos

Angi

Comente pelo Facebook

  • Joyce

    Meu primeiro filho foi cesaria, queria muito que fosse normal, mais não tive dilatação nenhuma, só tive as contrações, fiquei 9 hrs em trabalho de parto até estourarem a minha bolsa, então quando estourou viram que meu filho tinha feito coco e fomos direto pra mesa de cirurgia. Hoje estou tentando engravidar e tenho muito medo de tentar normal novamente pois não tive a dilatação na primeira gravidez e meu bebe sofreu, seus batimentos já estavam caindo, ele tem até hoje um cisto no joelho da força q fez pra nascer, agora tenho medo de tentar normal novamente e acontecer alguma coisa.

Leia mais!