3.nov.2015

Quartos Compartilhados – Dividir é tudo de bom!

Aprender a dividir desde cedo pode e deve ser divertido. Compartilhar o mesmo quarto,  é uma excelente oportunidade de estreitar ainda mais os laços de amor entre irmãos e irmãs, além de oportunizar experiências importantes de negociação, de respeito mútuo e muita diversão. 

É possível compartilhar e preservar a identidade de cada um, como veremos nos exemplos que escolhi para este tema. A intenção é mostrar que com cores, estampas, objetos , dá para cada um dos “habitantes”, ter seu cantinho próprio, dentro do mesmo ambiente. 

Procurei mostrar opções modernas, fugindo dos classicos “tudo igual” quando são dos mesmo sexo, ou do tentador azul e rosa para sexos diferentes. Também busquei trazer idéias simples, ou seja, possíveis de realmente serem aplicadas e não quartos “casacor”, que sabemos que dificilmente iremos fazer. 

Inspirem-se com estes ambientes feitos para brincar, descansar, estudar mas também para conviver harmoniosamente no mesmo quarto.

01. Esta é uma proposta atemporal para um quarto de uma menina e um menino, onde se usou a mesma padronagem de tecidos para as colchas, mas com cores diferentes. As camas também iguais, foram pintadas com cores contrastantes de turquesa e coral, dando um clima refrescante e descontraído, com ar infantil, mas nem tanto. 

02 . Aqui se manteve os mesmos tons, neutros e com estilo mais rústico da madeira e cores castanhas. A personalização ficou por conta dos nomes adesivados nas cabeceiras e um toque de cor suave nas roupas de cama. No alto, espaço comum para brincadeiras, com uma pegada aventureira. 

Atenção: esta é uma opção aconselhável somente para crianças a partir de 6 anos. 

03. Este quarto são para dois meninos, de 6 e 8 anos. Base neutra nas paredes e roupas de cama, deixando as cores para os objetos e brinquedos. O nicho redondo com almofadas é o cantinho da leitura, mas pode virar cabana. Esta disposição em “L” libera  bastante espaço para brincadeiras no centro do quarto.

03

Fonte: CasaPro  Projeto: Arquitetos Débora Dalanezi e Marcello Sesso.

04. Este quarto de duas irmãs gêmeas, de 6 anos, foi projetado pela mamãe arquiteta. Atendendo a pedidos das filhotas,  o dormitório “tinha que ter escada”, conta a profissional. Os móveis forma todos feitos sob medida em MDF com pintura laqueada fosca. Já o mezanino ganhou estrutura de garapeira envernizada. 

04

Projeto: Ana Luíza Bessa dos Santos

 

 

05. Nesta opção, o dormitório atende a 3 meninos, de idades diferentes, mas todos curtem o mesmo esporte. Aqui não se optou pelos beliches, mas camas de solteiro. A diferenciação fica por conta das cores das roupas de cama, com padrão em estrelas e listras, além das flâmulas sobre cada cama com o nome de cada um. Simples, prático e lindo!

06. Existem opções de camas aéreas, solução que economiza grande espaço e proporciona mais opções em relação à mesa de estudos, que pode ficar logo abaixo da estrutura da cama, ou até mesmo este espaço poderá ser preenchido por armários e gaveteiros, adicionando ainda mais espaço para guardar objetos e itens importantes, porém esta solução pode ser apenas temporária, pois nem sempre é possível comportar um adolescente neste tipo de móvel reduzido, com a mesa do computador estando baixa demais ou até mesmo com a cama estando muito próxima do teto, impossibilitando sentar e levantar sem bater com a cabeça no teto, por isso existem opções reversíveis destes tipos de projetos e devem ser consideradas antes de assinar o contrato, afinal o crescimento das crianças é esperado e pode acontecer rapidamente, fazendo com que todo um novo projeto seja realizado mais uma vez. 

06-02

Fonte: http://www.decoracaoemoveisplanejados.com.br/

07. Este quarto para 3 meninas, também com arranjo em “L”, é praticamente resolvido por um único móvel em 3 níveis diferentes, o que possibilitou um grande ganho de espaço na área central e ainda possibilitando a colocação de mesas de estudos na parede. A forme inusitada do triliche, também possibilitou a criação de armários, nichos e gavetas, além de uma cama extra para visitas.

Espero que tenham gostado das dicas, mamães!

Até o próximo post.

Abraço

Luciane Boeno

novacolunista_Lu

 

Comente pelo Facebook

Leia mais!