2.maio.2016

RECICLAR x NÃO RECICLAR

Para responder um questionamento recorrente, hoje o assunto não foca só no dia a dia de mães e gestantes: É melhor reciclar mesmo, ou o gasto de água e energia não compensa?

Minha resposta, é propor um olhar mais amplo, do início (uso de matéria –prima) ao final (o lixo). Vamos supor que para reciclar cada copo, ou revista, ou lata (por exemplo) se gastasse mais do que produzir um novo. Ok, iríamos parar de reciclar aquele usado para economizar? Mas o que aconteceria com todos os copos, papéis, latas usados? Para onde vão? Eu acho que esse é o maior problema: não cabe tanto lixo na Terra.

O acúmulo de lixo é um dos principais problemas ambientais: os lixões causam mau-cheiro, espalham sujeira, atraem ratos, baratas e outros bichos, eles contaminam o solo, chegando a contaminar o lençol freático. A contaminação se espalha, chegando a lagoas, rios e também o ar, com a produção de gás metano.

Além disso, o lixo que chega no mar causa a morte de animais e diminuição de grupos inteiros de algumas espécies: tartarugas, focas e leões marinhos são encontrados com deformações devido a plásticos presos nas patas (nadadeiras) ou pescoço, baleias mortas com toneladas de sacolas plásticas no estômago, aves que confundem pedaços de plástico com alimento e comem e dão para seus filhotes provocando morte por sufocamento ou por inanição.

Mais próximos de nós: na última enchente em Porto Alegre, 20 toneladas de lixo foram para as casas de bombas, comprometendo a drenagem das ruas. Vemos muitos bueiros entupidos, lugares com mau-cheiro, focos de dengue, enfim, convivemos com excesso de lixo em todos os lados.

Estima-se que cada brasileiro produz 150 kg de lixo por mês! Se reciclado boa parte disso vira matéria-prima ao invés de lixo. E aí vamos para a outra ponta do problema: a pressão sobre as fontes naturais de matéria-prima. Aproveitando o lixo que pode ser reciclado, estamos poupando essas fontes naturais, pois ao não reutilizar materiais passíveis de reciclagem, passamos a consumir mais matéria-prima da natureza. Isso causa uma pressão enorme no planeta também. Não podemos continuar tirando tudo da Terra sem dar tempo dela se recuperar. Tem um limite, e já estamos bem pertinho dele. Estima-se que para o consumo de 1 ano de cada americano, a Terra precisaria de 5 anos para se recompor.

Então, sim, recomendo reciclar o máximo possível. Mas antes disso tem outra atitude a se tomar: diminuir o consumo, diminuir o que trazemos para dentro de casa. Com isso amenizamos os problemas nas duas pontas: menor pressão nas fontes naturais e menos lixo.  Vão pensando nisso e no próximo post dou dicas práticas para isso.

novacolunista_BiaGreenIsGreat

Green is Great | enxovais ecológicos 

www.greenisgreat.com.br

Comente pelo Facebook

Leia mais!