19.jan.2012

Reflexões de uma mãe em férias…

Incrível como quando estamos em férias pensamos em mil coisas,e lembramos de outras mil. A razão entra em férias, e a emoção fica a mil, essa sim, nuunca está de férias por aqui.
Estamos em Rosário do Sul, uma cidade que amo de paixão, onde há quase 8 ou 9 anos atrás eu fiz um intercâmbio, não lembro ao certo, mas isso não vem ao caso. Fiz parte do Projeto Rondon onde moramos 3 meses aqui, e 3 meses no interior do Canada fazendo trabalho voluntário na comunidade.
Eu trabalhei no Lar do Idoso, lembro me como se fosse ontem do meu primeiro dia no Lar, dos avós sozinhos, longe da família, dos filhos, dos amigos. Estavam ali por opção ou por ser a única opção, abandonados pela família, ou pela família não ter condições de cuidar em função de doença, e da correria do dia a dia….
E não adianta tentar me explicar, eu não entendo quem deixe um pai num asilo, tem um lado emocional de mulher, canceriana e agora mãe, que não aceita isso, esse abandono. Mas como uma amiga linda acabou de me falar, que é só olharmos em volta e nos abalamos com tudo. E é mesmo…já dizia Cassia Eller, o mundo está ao contrário e ninguém reparou…
Quem dera eu pudesse cuidar desse asilo e de muitos outros, quem dera eu ganhasse na mega e pudesse fazer trabalhos sociais em vários lugares…meu sonho.
Já chorei o que podia chorar, com alguns velhinhos que vieram a falecer nesses anos, já sorri muitos sorrisos com os velhinhos que continuam por lá cheio de saúde, a Mosquitinha com 105 anos, dá para acreditar??
E já me organizei aqui, vamos fazer um festerê amanhã lá no Lar do Idoso, com direito a música, bolo, refrigerante(eles adoram, e não tomam nuuuunca), e muita alegria!!
Eu sei que não podemos fazer tudo que gostaríamos, mas o pouco para nós, pode ser muito para quem recebe, essa é minha esperança!!
No meu facebook eu fiz um pedido para as amigas, doação de qualquer valor e de artigos de higiene pessoal, acabei que não consegui muuuuitas coisas, mas quero agradecer as meninas pelo apoio e ajuda, especialmente a Aline e a Camila!!
O título do post era sobre minhas reflexões, mas sinceramente? É melhor nem pensar muito sobre isso, damos a vida por nossos filhos, sem esperar nada em troca, claro. E alguns deles tem coragem de largar os pais assim quando estão na velhice, muitas vezes, viúvos. Eu acredito que é na velhice que mais precisam de amor dos filhos, dos netos, da família,e de um pouco de conforto também.
E no Brasil deve ter muitos idosos nessa situação, uma pena.
Talvez aquele filme do Benjamin Button seria legal, onde ele nasce idoso e morre bebê…


Esse assunto é muito mais complexo que esses pensamentos, minha cabeça não pára de pensar nisso, sabia que a visita ao Lar dos Idosos seria assim, até por isso inconscientemente estava adiando, sabem? Mas vou pensar nas coisas boas, POSITIVADE SEMPRE! Que amanhã seja um dia de festejar as coisas boas da vida!
beijos
* As férias estão ótimas, não lembrava do calor na campanha, ontem fez 42º as 16:00, quase derretemos! Semana que vem estaremos de volta, e me atualizo dos blogs das amigas, aqui é complicado!

Comente pelo Facebook

Leia mais!