7.abr.2014

Saúde Bucal pode afetar a gravidez?

Mamães e futuras mamães, sou a Claudia, Ortodontista, e a partir de hoje iremos abordar vários assuntos relacionados aos cuidados com a saúde bucal das mamães e dos bebês, crescimento, desenvolvimento e alterações na dentição dos pequenos, dicas de como manter um sorriso saudável e perfeito. E ainda, o que há de mais moderno na estética do Sorriso, porque as mamães merecem ficar lindas também!

Começaremos pelo início … A SAÚDE BUCAL PODE AFETAR A GRAVIDEZ?

639-01329031

Cada vez mais, evidências científicas, mostram que gestantes com enfermidades gengivais têm maior propensão a dar à luz a bebês prematuros e abaixo do peso normal. Especialistas afirmam que essas doenças aumentam os níveis dos fluidos biológicos que estimulam o trabalho de parto. E outros estudos revelam ainda que um grande número de mulheres têm gengivite durante a gravidez, devido ao acúmulo de placa bacteriana que se deposita sobre os dentes irritando a gengiva.

Sabemos que durante a gestação as mamães se alimentam com mais freqüência, muitas vezes alimentos mais açucarado, o que aumenta o risco de cárie. Associado aos eventuais episódios de vômito, que prejudica o esmalte dos dentes, e a diminuição da escovação (por provocar náusea) ou manutenção dos mesmos hábitos anteriores à gestação, intensificam os riscos de doenças bucais.

Devido a todas estas mudanças na vida e no comportamento da futura mamãe, é fundamental que ela e o seu dentista fiquem atentos às diversas manifestações que podem aparecer nesta fase: hálito alterado, excesso de salivação ou secura na boca, sangramento gengival, vermelhidão e/ou inchaço gengival, sensação de discreta mobilidade em alguns dentes, entre outros.

A gravidez traz alterações hormonais de proporções ainda nunca sentidas no corpo de uma mulher. Estão sempre às margens de seus hormônios, merecem ser bem cuidadas e compreendidas por profissionais sensíveis e capacitados para o seu atendimento.

O ideal seria de que o acompanhamento preventivo começasse antes mesmo da mulher engravidar. Desta forma, o dentista tem chance de fazer os exames radiográficos essenciais para algum diagnostico.

A mulher que já cuida da sua saúde bucal antes de engravidar, tem chances muito menores de apresentar quadros de exacerbação da doença gengival. Porém, mesmo assim, corre o risco de apresentarem sinais como a falta ou excesso de saliva, inchaço e sangramento das gengivas, entre outras alterações, devendo realizar, igualmente, o Pré Natal Odontológico.

O Pré Natal Odontológico consiste nos cuidados, acompanhamento, e orientações específicas e individualizadas, da saúde bucal da gestante e da sua influência com a saúde bucal do bebê. Além disso, a mamãe também é orientada de como cuidar da boquinha do recém nascido, e da primeira dentição da criança.

Portanto, as futuras mamães podem – e devem – continuar envolvidas com os assuntos relacionados ao bebê (decoração, enxoval, etc), mas devem também ficar alertas à saúde da sua boca!

Mamãe saudável, bebê saudável!

Espero ter ajudado! Qualquer dúvida entre em contato: [email protected]

Dra. Claudia Mezzomo

CRO/RS 13876

Reabilitação Oral e Ortodontia

www.doutorrafael.com.br

Comente pelo Facebook

Leia mais!