23.abr.2013

Seu filho respira pelo nariz? { Fala, fono! }

Seu filho respira pelo nariz?
Esta parece uma pergunta com resposta óbvia, mas muitas crianças não sabem ou não conseguem respirar pelo nariz e acabam respirando pela boca. O que é prejudicial.

A execução da fala envolve a correta articulação das estruturas orofaciais, portanto, se estas estão alteradas, encontraremos crianças com trocas de fonemas e até mesmo problemas na voz, pois o hábito de respirar pela boca, acaba ressecando as cordas vocais.

Ao respirar pela boca, as estruturas do rosto como ossos e músculos, assumem uma posição errada: pode-se notar rosto alongado ou em forma de “v”, olheiras, bochechas caídas, lábios invertidos ou entreabertos, dentes mais alongados, língua no assoalho bucal, etc. Tudo isso porque estes órgãos fono-articulatórios fazem o possível para manter a boca fechada.

Respirador Oral



Crianças que apresentam algum tipo de obstrução nasal, como adenóides, rinite alérgica, sinusite, entre outras, têm dificuldade para manter um padrão de respiração nasal e o hábito de respirar pela boca traz diversas complicações no crescimento da face e desenvolvimento da fala. 

Nesses casos, a criança deve ser avaliada por um médico Otorrinolaringologista, para verificar a necessidade de correção cirúrgica. Após a cirurgia, deverá ser realizada terapia fonoaudiológica para adequação do padrão respiratório e correção de possíveis alterações na fala.


Crianças que respiram pela boca, durante o dia ou à noite, devem ser avaliadas e tratadas precocemente por um (a) fonoaudiólogo (a), para que aprendam a reverter esta postura errada, aprendendo a respirar corretamente pelo nariz, para que possam ter um melhor desenvolvimento e qualidade de vida.



Abraço,
Taís Alves Batschauer
Fonoaudióloga
CRFª 9309/RS- Porto Alegre
[email protected]

Comente pelo Facebook

Leia mais!