5.set.2011

Sobre marido e mulher – TUTTI MAMI

” Eu casei para ter uma esposa, ela casou para ter filhos…” Quantas vezes já ouvimos essa frase entre casais que se separaram tentando justificar o termino do relacionamento? E hoje em dia está cada vez mais frequente. Ser esposa e se mãe são grandes ideais femininos, e perfeitamente conciliáveis, porém muitas vezes por imaturidade, ou por tantas outras razões os casais se desajustam, a partir do nascimento do bebê.
O marido acostumado a ser o centro das atenções da esposa, passa a ficar em segundo plano, e passa a ter que dividir o tempo da esposa com o filho, que sem a menor cerimônia “atrapalha” bem na hora do jantar ou mesmo o namoro há dias desejado.A mulher por sua vez, ao se tornar mãe vive uma nova experiência afetiva tão intensa e gratificante, que te fato, algumas vezes, o cansaço, e a satisfação parece ” substituir ” temporariamente o maridão.A situação é nova para ambos, marido e mulher passam a ser também pai e mãe. Os dois que formavam um par, passam a ser um trio (ou mais no caso de gêmeos…) e precisam aprender a conviver com essa realidade, um certo grau de desajustamento é normal, ainda que não seja ideal.
O que é preciso evitar é que a mãe se dedique somente aos cuidados do filho descuidando do marido.O casal deve se dedicar ambos as atividades do bebê, e da casa, assim nenhum fica sobrecarregado, e nem deixado de lado, dividir algumas tarefas como por exemplo o pai dar banho, ou fazer arrotar após o mama é ótimo para a mãe que poderá dar uma descansada, afinal de contas, no começo tinha a impressão que dava mama, e fazia arrotar, e minutos depois já estava na hora de mamar novamente, o cansaço era demais, nada como o pai fazer arrotar, e a gente tirar uma soneca, não é?
Nesse caso, como em momentos de crise, vale recomendar o diálogo, diálogo sereno, na hora oportuna, não recriminações na hora de nervosismo.Solicitar o auxílio do marido, tanto nas atividades com o filho, e na casa, faz com que sobre mais tempo para o casal. Maturidade para dividir as tarefas e entender que por um tempo o filho dependerá de vocês, e principalmente dos cuidados da mãe. Generosidade, diálogo, e amor tornam o nosso lar mais aconchegante, para que os filhos se sintam aceitos, desejados e felizes.
E como anda sua vida de casal pós filhos? Vocês dividem as tarefas da casa e do filho?
Qual seria a sua dica para um casamento sobreviver aos filhos?
Beijos e boa semana!

Comente pelo Facebook

Leia mais!