23.abr.2012

Sobre o sentimento da separação

Já vi alguns casais se separarem e de fora a gente não tem noção dos sentimentos envolvidos numa separação. A separação de um casal, de uma família é muito dolorida para todos, se eu sofri de fora, imagina o casal que está se separando… O casal vive um momento de luto, onde acaba a confiança, acaba o amor, onde refletem sobre o que erraram, ou o que poderiam fazer para dar certo. E quando tem filho é ainda pior, pois ele compartilha desses sentimentos muitas vezes em silêncio.

Eu não posso dizer por experiência própria, nunca me separei e não pretendo, mesmo com todas as dificuldades que qualquer casal possa ter, apertos financeiro, cansaço eterno, e rotina. 
Só que mesmo sem querer a gente acabou se separando por uns dias. Como estamos nos mudando, achei que seria bom enquanto o marido procurasse apartamento ficarmos com meus pais em Brasília. Só que na minha cabeça isso seria uns 5 dias, até achar um apartamento e assinar a papelada. Antônio curtiria os avós, eu descansaria, sonho meu. 
Não foi bem assim, o que duraria 5 dias passou a uma semana, e de uma semana passou a 10 dias, e já fazem 17 dias e ainda não sei ao certo quando vamos para Fortaleza. O marido já achou apartamento, mas a papelada está demorando um pouco, e entre ficar em um hotel o dia inteiro sozinha, já que marido trabalha o dia todo, eu prefiro ficar com meus pais, né?
Só que nunca pensei que seria tanto tempo, nem pensei que o Antônio sentiria tanta falta do pai. Não adianta explicar ao guri que ele está trabalhando e que em uma semana estaremos lá, ele não tem noção do tempo, e eu não tenho noção de quando vamos mesmo para lá, então nem adianta criar expectativas. Eu falo que já estaremos juntos, mas ele não entende muito bem.
A rotina mudou completamente, o clima aqui em Brasília é outro, acabou que tivemos que nos adaptar aqui, e depois ainda teremos que nos adaptar em Fortaleza. Haja saúde, Antônio se resfriou, passa o dia com nariz escorrendo, coisa que aconteceu 1 ou 2 vezes no Rio Grande do Sul em 1 ano e 9 meses.
Minha mãe faz tudo para nos agradar, mas tem horas que não adianta, Antônio só quer saber de mim. E o resultado disso é que estou mais cansada do que nunca. E isso me fez pensar em muitas coisas… primeiramente que tenho o melhor marido e pai do mundo, a gente “briga” de vez em quando, discorda em algumas coisas, mas ele é super parceiro e presente, sem ele  não sou a mesma super mãe que sempre me achei. Valeu,amor!
Outra coisa que pensei é que quando um casal se separa e o filho ainda é bebê a gente pensa que será melhor para ele, pois ele não entende, só tenho uma coisa para dizer, ele entende sim. Antônio está infinitamente mais carinhoso, e grudento, ele não larga de mim, fica fazendo cafuné até dormindo, senta do meu lado para assistir novela e fica fazendo carinho nos meus cabelos…querendo cuidar, já que o pai não está presente, querendo ser o homem da casa! Como pode, né? 🙂 Ele está manhoso, e não quer comer comida salgada, normalmente nas refeições a gente comia os três, o papai sempre preparava o prato e comíamos juntos, eis que ele não quer, se nega, só come lanche, pão, leite, pão de queijo, comida mesmo ele não quer, ou porque tem saudades do pai, ou porque o tempero da vovó não é o do papai( marido que cozinha aqui em casa, né?)
Então imaginem a situação da pessoa aqui, filho que dorme tarde, acorda uma vez na madrugada e acorda cedo, e a mãe que dorme mais tarde ainda, acorda na madrugada e cedo junto com filho. Filho que não quer comer, e a mãe que quer que o filho coma, nem que seja batata smile, isso ele come…Filho que não quer tomar banho sem a banheira, é eu não trouxe e ele não curte muito o de chuveiro, mas é o jeito, então é banho de mãe e filho juntos no chuveiro. Filho que fica 24 horas por dia fazendo cafuné na mãe, com seus dedinhos nos meus cabelos cacheados, aí sabem como é, fica tudo enrolado e dá aqueles puxõezinhos…ui 
A separação aqui é por pouco tempo, espero que logo a gente vá para nossa nova casa junto do maridão. Mas com certeza eu mudei minha ideia de que os pequenos não entendem muito bem a separação, comprovei que entendem sim, Antônio nas últimas conversas com o pai pelo skype nem deu bola, acho que está sabotando o papai, e o marido percebeu e ficou todo triste. Difícil, né? 

Comente pelo Facebook

Leia mais!