1.jul.2015

Sobre a vida que levo e a vida que quero levar…

Não sei porque, mas ultimamente tenho pensado muito sobre a vida que levo e a vida que quero levar… Graças a Deus temos saúde, que é o que mais importa, não quero reclamar da minha vida, até porque somos privilegiadas em tantos aspectos, mas preciso desabafar sobre algumas coisas que tem me incomodado muito…

Sempre quis ser mãe em tempo integral, logo que Antônio nasceu me dediquei inteiramente a ele e a casa, esqueci de mim por um tempo, me reencontrei como mulher e profissional, hoje sou muito feliz conciliando a maternidade com meu trabalho. Por trabalhar em casa, acabo trabalhando muito durante a noite, que é quando os guris dormem, já que durante o dia eles são minha prioridade, e ainda me divido entre as atividades de casa e o trabalho, vocês sabem como é, né? #trabalhosemfim Confesso que sempre achei que trabalhando em casa eu teria mais tempo com os filhos, ok eu tenho, mas não pensei que seria tão cansativo, ainda mais com dois filhos, ando exausta na velocidade 5 do créuuuu!

AMO, AMO, AMO meu trabalho, não pretendo parar tão cedo, mas cansei dessa correria da vida, sabem? Cansei de estar sempre atrasada, de estar sempre correndo contra o tempo, comendo rápido, tomando banho rápido, andando rápido, dormindo pouco, e não tendo tempo para mim. Sei que tudo é questão de organização, mas mesmo com uma rotina organizada a correria é enorme. Vocês já repararam como o tempo tem passado cada vez mais rápido? 

Me choca como as pessoas não tem tempo para mais nada a não ser seu trabalho. Quase não vemos nossos amigos, não temos momentos de lazer, o trabalho vem em primeiro lugar para muitas pessoas, antes mesmo da família. Eu sei que precisamos de dinheiro para viver, mas tenho a impressão que as pessoas estão trabalhando cada vez mais, em função disso se enchem de “mimos e presentes”, que muitas vezes nem precisam, e acabam tendo que trabalhar cada vez mais para pagar essas contas! É um ciclo vicioso sem fim… e sem sentido para mim.  Também sei que algumas pessoas não se importam de trabalhar e trabalhar, nem sentem falta de tempo para si e para a família, mas eu sinto… e cada vez tenho sentido mais. 

Estou com uma vontade louca de morar no interior, poder ter nossa casinha, nossos cachorros, ter mais tempo para a família e menos correria… 

Depois que nos tornamos mães é bem comum a vida “parar” por um tempo, até que nossos pensamentos se ajeitem e possamos avaliar as mudanças que a nossa vida precisa. Algumas mães resolvem empreender, outras estão felizes no seu trabalho, mas querem um tempinho para academia e voltar a usar aquela calça jeans que usava antes do filho nascer, outras querem mudar para o interior… minha cabeça está a mil, meu coração está ansioso por mudanças!

E por aí, andam pensando em mudar algo também?

Beijos

Angi

Comente pelo Facebook

Leia mais!