4.fev.2014

SOJA: benefícios X malefícios

656-01767013

A soja, como a maioria dos alimentos, veio com a promessa de melhorar a tudo e a todos e acabou sendo consumida em larga escala, mas as pessoas saíram consumindo este alimento sem saber se era bom para o seu caso. Como falei anteriormente isso acontece com a maior parte dos alimentos…infelizmente.

Quando falamos da soja temos que pensar em alguns grupos de consumidores como futuras mamãe, gestantes e crianças. Porque?

Vamos por partes:

-Futuras mamães:

Um componente presente na soja e em todos os produtos a base de soja e seus derivados, a genisteína, pode dificultar a gravidez. A genisteína está presente em todos os produtos que contêm soja e ela é uma substância que detona uma reação no espermatozoide, fazendo com que ele amadureça antes do tempo. Dessa forma, quando chega ao óvulo, o esperma que entrou em contato com a genisteína já perdeu a capacidade de fecundá-lo.

A soja também diminui os níveis de dois hormônios necessários para a ovulação – hormônio luteinizante (LH) e hormônio folículo estimulante (FSH).

-Gestantes e Crianças:

O grande consumo de isoflavonas na gestação e na primeira infância (através da amamentação e do uso de fórmulas infantis) pode levar a uma série de alterações adversas no sistema reprodutivo, como modificações na formação de ovário, útero, glândulas mamárias e próstata, além de puberdade precoce e redução da fertilidade.

Apesar de todas os estudos e pesquisas relacionando a soja a efeitos adversos negativos ainda não há um consenso sobre o uso ou não, mas por cautela procuro orientar minhas pacientes que evitem ou reduzam ao máximo o consumo deste produto.

Abraço, Joci

Jociane Catafesta {(51) 92177611}
CRN2 6376
Nutricionista Funcional
Personal Diet (Gestante, Pós Parto, Baby e Familiar)
Mestre em Gastroenterologia/UFRGS
Aperfeiçoamento em Nutrição Infantil
Fan Page: Consultório de Nutrição Jociane Catafesta 

Comente pelo Facebook

Leia mais!