2.set.2011

" SUPERMÃES " Parte I

Bom dia, falei do especial de setembro aqui, e a nossa primeira “SUPERMÃE” é a Laíz, mãe do Antônio de 1 ano e 1 mês, ela escreve no blog Dia de Mamis, o qual adoro, e agora vocês vão conhecer a história dessa “SUPERMÃE” que poderia ser eu, poderia ser você, qualquer semelhança não é mera coincidência não, nós “SUPERMÃES” temos muito em comum!Sintam se em casa, a casa é nossa!!
E lógico, SUPER OBRIGADA a Laíz, por topar participar do especial!
Beijos


“Quando a Angi me chamou para escrever na “casa dela” , fiquei muito feliz, já fui tirando o sapato, sentando no sofá e me sentindo totalmente à vontade nesse lugar que eu freqüento todos os dias e adoro.

Aí veio o tema da conversa: por que sou uma SUPERMÃE??

Bloqueio total! Como assim super mãe???

Adoro ser mãe, se tem algo que gosto realmente de fazer e me entrego por inteiro é na tarefa de ser mãe. Acho engraçado tudo isso…pois tinha verdadeiro pavor de parecer super mãe antes de ter filho.

Pra mim super mães seriam chatas, não cuidariam delas, só falariam de filhos, só fariam tudo por eles, mimariam seus pequenos ao extremo e jamais…. jamais lhe dariam limites.

Pois tudo muda!… Até conceitos previamente decididos. Meu filho iria para o quarto no primeiro dia (afinal independência é tudo!) e acabou indo de verdade aos 3 meses.Meu filho iria ficar na escola o dia todo porque eu teria que trabalhar, e o que aconteceu? ele só fica ½ período e eu saí do meu antigo emprego justamente para conseguir ficar mais tempo com ele (mesmo que tenha que trabalhar todas as madrugadas… a manhã e a noite é sempre inteirinha pro Nino e pro maridão!). Meu filho iria comer besteirinhas sim (credo ser radical com comida!)…ele não come…eu não dou e sou super seletiva no que ele deve comer. Muitas das coisas que achava que não faria eu fiz. Coruja eu? Nunca? Pois eu sou…Assumo… Paradoxal não? Gente nunca pensei que seria coruja!!!

No dia 1o de julho de 2010 nasceu o Nino e de lá pra cá sou alguém muito diferente do que imaginei ser. Adoro cultura, livros, teatro, cinema… Mas falo muitooo sobre o Nino sim. Já fui super baladeira , já adorei rave, psy,  já fui forrozeira… Quando casei muitas coisas mudaram… mas quando o Nino nasceu foi uma avalanche de mudanças e eu não troco uma noite de musiquinhas e historinhas com o Nino por festa nenhuma. Juro. E como já disse um dia, é muito prazerosa essa troca pra mim. Amo!!!

Realmente o tempo que tenho pra cuidar de mim é muito infinitamente menor do que tinha antes (às vezes tenho que adiar para lavar o cabelo que está ficando um sebo), mas vou contar um segredo…Me sinto mais plena assim. Existe beleza maior do que a felicidade? (táaa…tudo bem…uns quilinhos a menos não fariam mal a ninguém!!! ).

Hoje meu conceito de supermãe mudou (eu e minha eterna mutação)… elas não são tão chatas e nem tão perfeitas …Porque ninguém é. São reais!!!  Mães que fazem o melhor para seus pequenos e da melhor forma que encontram para ser.

Umas deixam de trabalhar para curtir cada minuto de um tempo precioso junto com seus filhos e ganham muito em cada sorriso em cada conquista que estão presentes. Outras trabalham mais, por necessidade e pra poder dar o melhor para seus bebês e ganham também de outra forma em saber que estão se dedicando para oferecer o melhor para seus pequenos. Mães, cada uma com seu jeitinho, cada uma com seus métodos, cada uma com todo seu amor…

Adoro poder fazer as refeições do Antônio selecionadas, bem preparadas e cheias de temperinhos e amor (não eu não faço com Sazon…é amor de verdade!), adoro sentar no chão e brincar com ele por horas, adoro poder estar perto para educá-lo instruí-lo e dar todo o meu carinho. Amo falar dele, contar suas evoluções e dar risadas de encontrar a gaveta dele esvaziada e ele lá sorrindo dentro dela. Pode?? Vibro mesmo em ver no seu olhar o deslumbramento com a vida, em ver a surpresa dele ao ver um bichinho passando, um carro andando, uma bola batendo. Não tem nada que encha mais o meu coração de alegria hoje.

Então se errar acertar, errar de novo, mudar, vibrar, admirar, amar…se tudo isso me faz uma SUPERMÃE. Que seja assim !! Nesse momento só o que eu quero (vou confessar pra vocês) … é mesmo esse título!”


Comente pelo Facebook

Leia mais!