7.dez.2020

Tempo de qualidade: você realmente tem passado tempo junto com seu filho?

Com a pandemia, a vida da maioria de nós virou do avesso. De repente, nos vimos sem escolas e tendo que dar conta de aulas online, tele trabalho, as tarefas da casa e a atenção para os filhos. Nos encontramos muitas vezes esgotados. Estamos passando muito mais tempo dentro de casa e, consequentemente, com nossos filhos.

Tempo de qualidade pode parecer o mesmo que passar um tempo junto. Claro que a pandemia nos favoreceu estar mais tempo junto com nossos filhos, mas precisamos estar atentos ao que de fato é o tempo de qualidade.

Tempo junto pode ser você estar trabalhando no escritório e seu filho estar brincando no chão, ali ao seu lado. Pode ser ele estar assistindo desenho e você estar sentado ao lado dele ali, usando o seu celular. Isso pode ser tempo junto, mas com certeza não é tempo de qualidade.

O tempo de qualidade é aquele que você se doa cem por cento para a conexão com o seu filho, não importa se ele é um bebê ou se ele tem 12 anos. Estar disponível para essa conexão requer organização de rotina, criar hábitos e aprender a desfrutar destas maravilhosas oportunidades.

Quando você se permite aproveitar o tempo de qualidade e promove a conexão, você está mostrando ao seu filho o quanto ele é importante e que esse tempo é só de vocês! Dedicando tempo a ele, você estará fortalecendo o vínculo e ao mesmo tempo ajudando seu filho a sentir-se seguro, pois ele sabe que pode contar com você ali. 

Então, como organizar esse tempo? 

Separe pelo menos 20 minutos diários desta conexão. Somente você e seu filho, sem uso de telas e sem você ficar espiando o seu celular. Pode ser um tempo lendo historinha, brincando, tomando um sorvete, ou seja, alguma atividade prazerosa juntos.

Crianças maiores, em torno de 6 anos em diante, precisam de menos tempo. Você pode organizá-lo diariamente ou então algumas vezes na semana. É importante estabelecer esse tempo na sua rotina e não o substituir por nada.

Adolescentes também precisam de tempo de qualidade com os pais. Inclusive, pesquisas comprovam que os adolescentes que possuem essa conexão com a família, estão menos suscetíveis ao mau comportamento. Quanto tempo dedicado a eles? Experimente separar algumas horas do seu dia, a cada quinze dias para fazerem algo divertido. Adolescentes nesta fase da vida preferem a companhia dos amigos do que da família, então o tempo para eles pode ser reduzido.

Invista na conexão e no vínculo passando esse tempo de qualidade. Os filhos crescem rápido demais e cada precioso minuto que possamos aproveitar, será totalmente válido.

Observe seu filho brincar. Observe do que ele mais gosta. Observe. Mas, mais que isso, participe!

Jenifer Oliveira é Educadora Parental em Disciplina Positiva, Psicopedagoga, Pós-graduanda em Psicologia Infantil e Professora de Educação infantil. Atua em sala de aula com crianças pequenas e também em orientação de pais. Sigam o insta @aminhapedagoga

Comente pelo Facebook

Leia mais!