30.nov.2016

Tudo sobre o Blog Mãe de Guri!

Oi gurias, hoje vou contar para vocês um pouco sobre a história do Blog Mãe de Guri e a vida de blogueira!

Tudo começou quando morávamos em Floripa/SC e eu tinha um blog onde compartilhava o meu dia a dia com minha família e amigos, já que a maioria deles morava em Porto Alegre/RS, assim nasceu a Angi-blogueira. Quando engravidei passei a ler alguns blogs de maternidade, na época haviam poucos blogs sobre o tema e a maioria deles nem existem mais. 

Com a gravidez, enjoos e sono, eu não escrevi mais no meu Blog pessoal e quando Antônio tinha 5 meses, resolvi fazer um blog sobre maternidade, pois estava cheia de dúvidas e angústias! Eu tinha apenas uma amiga com filho, me sentia um E.T no meio das minhas amigas sem filhos, parecia que elas não me entendiam e P-R-E-C-I-S-A-V-A desabafar sobre a minha vida de mãe com outras mulheres que entendessem  o que eu sentia, foi assim que nasceu o Blog Mãe de Guri!

Eu AMO escrever, sempre me expressei muito mais através da escrita do que falando. Meu pai é jornalista e até pensei em cursar jornalismo no vestibular, mas acabei optando por Educação Física, pois queria muito MUDAR A VIDA DAS PESSOAS através do esporte. E o DEUStino quis que hoje mesmo não trabalhando com Educação Física, através do Blog e das minhas experiências, eu possa ajudar e mudar a vida de muitas mães através das minhas experiências como mãe! #EternamenteGrata #AmoOQueFaço #MinhaMissão

Lá no comecinho eu não tinha nenhuma pretensão de trabalhar com o Blog, era apenas um hobby, escrevia quando tinha vontade, queria compartilhar minhas experiências com outras mães e saber que eu não estava só! 

Eu sempre trabalhei, desde muuuuuito nova ajudava minha mãe que tinha restaurante e depois trabalhei no comércio, em lojas de shopping. Sempre tive meu dinheiro, gostava de ter uma certa independência para comprar meus produtos de cabelo, minhas roupas, ir a shows… Quando conheci o Guto e fomos morar juntos passamos a ter conta conjunta, nunca tivemos separação de dinheiro, nosso salário ia para essa conta, pagávamos as contas da casa, conversávamos quando queríamos comprar algo e sabíamos tudo que o outro gastava, e é assim até hoje. Mas quando Antônio nasceu eu não queria ter emprego fixo, queria trabalhar em casa, então fiz cursos de cupcake e vendia cupcakes para amigos e conhecidos, essa era minha fonte de renda…

Aos poucos o Blog foi crescendo, com muito trabalho e muita divulgação, graças a vocês leitoras, ele foi se tornando conhecido no meio de blogs. Surgiram algumas oportunidades de parceria, ora para sorteio, ora recebendo mimos para o Antônio ou para mim. Antes os sorteios eram permitidos, hoje em dia tem que ter autorização da Caixa Econômica Federal (é bem caro). Li muito e fiz alguns cursos para o Blog. Eu escrevia TODOS OS DIAS, divulgava os posts em muitos grupos de mães, me dedicava muito dia e noite, e o blog foi tendo mais acessos. Foi quando resolvi parar de fazer cupcakes e me dedicar ainda mais ao blog. Nessa época tive todo apoio do marido, pois sabia que para fazer acontecer eu teria que escrever, pesquisar, estudar e divulgar, divulgar e divulgar muito, não adianta escrever bem e ninguém ler! Com o tempo eu convidei algumas especialistas para escreverem sobre assuntos que não eram minha especialidade, para além do lado mãe, ter um lado de quem entende do assunto, as especialistas!

Depois de 2 anos escrevendo e compartilhando minha vida de mãe (sim, fiquei 2 anos sem ganhar quase nenhum centavo, apenas permuta e investindo muito tempo e um pouco de dinheiro) tive meu primeiro trabalho remunerado e nunca vou esquecer, foi a Natura Mamãe e Bebê! Imagina trabalhar 2 anos sem receber, é bom? Só se você fizer o que realmente ama! Nós tinhamos uma vida bem simples, Antônio não ia na escola, ficava em casa comigo, não comíamos fora, priorizávamos o que achávamos importante, vivíamos apertados algumas vezes e quando ele dormia eu me virava com o Blog e casa! #EraPunkDemais #MasAmava

No começo o blog era www.maedeguri.blogspot.com e passou a ser www.maedeguri.com.br, só essa mudança já tive que investir no registro do Blog e hospedagem do site, esses custos são anuais e mensais, respectivamente. Também investi no layout do Blog (que é a “cara” do blog), no começo eu mesma fiz, mas depois investi (e muuuuuuuuuito) num layout e logo novo e mais profissional. Gurias, vocês não imaginam como ter um blog custa dinheiro, claro que você investe o quanto quiser/puder, mas não conheço nenhum blog profissional que não tenha investido nada! Sem falar que você precisará de um bom notebook bom, câmera fotográfica e celular bom, isso se você não fazer vídeos para o youtube, aí precisará de outros acessórios e cursos para gravar e editar vídeos, não é fácil! 

Quem quiser escrever um blog tem que saber que é sim MARAVILHOSO, senão não teriam tantas blogueiras, mas é uma baita RESPONSABILIDADE, pois “entramos” na casa de milhares de famílias e influenciamos seu dia a dia! É fundamental ser sincera e honesta consigo e com as leitoras! Para mim não tem dinheiro no mundo que compre minha opinião, apesar de trabalhar com o Blog eu só aceito fazer parcerias com empresas que confio e acredito! A minha opinião não está a venda, eu jamais vou indicar ou escrever sobre algo que não acredito, pois não tem dinheiro que pague dormir com a consciência tranquila! Ah, sem contar que hoje em dia tem muuuuita blogueira que faz publicidade e não sinaliza, enganando as leitoras que é uma “dica de amiga”, mas na verdade ela recebeu para dar aquela dica! Por isso eu sou transparente, quando é publi (post que recebi para escrever) eu sempre sinalizo, quando recebi um presente de uma empresa, eu sinalizo, quando comprei o produto e gostei, eu compartilho dando uma dica de amiga, de algo que funcionou para nós. Ser blogueira é uma profissão, dedico muito do meu tempo para o Blog e redes sociais, passo noites escrevendo e compartilhando minhas experiências, abrindo mão de descansar, pois é meu trabalho, e se não ganhasse por isso, jamais poderia continuar escrevendo o Blog, pois com certeza estaria trabalhando em outra área, pois senti falta de trabalhar. 

O Blog tem 6 anos, nesses anos ele mudou, porque eu mudei e até algumas leitoras mudaram… Lá no começo eu lembro que reclamava bastante, nada contra reclamar, acho que não temos que estar feliz com tudo e que faz bem desabafar, mas não devemos reclamar mais do que agradecer! Eu tive depressão pós parto e reclamava muito mesmo,  até que uma amiga me deu a real e disse que eu estava reclamando demais, doeu muuuuito, sabe? Mas foi naquele dia que parei e refleti que reclamar não estava me levando a lugar nenhum! Procurei ajuda, tomei remédio para depressão por um tempo, curei a ferida por dentro e comecei a ver mais o lado positivo da vida e tudo mudou! O Blog além de ajudar muitas mães me ajudou a ser uma pessoa melhor, porque não apenas escrevo sobre minha maternidade, mas vivo tudo que escrevo! Aprendo muito com vocês, com a troca de experiências, reflito sobre a mãe que quero ser, sobre minhas atitudes, sobre tuuudo! Não sou dessas que tira mil fotos para postar uma, eu tiro uma ou duas fotos e posto se gostar, ou não posto, pois não vivo para parecer algo que não sou. Hoje falo abertamente sobre a minha adoção, fui adotada e já falei muitas vezes sobre o assunto no Blog, mas eu nuuuunca falava e me magoava muito antes de ter filhos, agora tenho ainda mais amor pela minha mãe e sou eternamente grata a Deus por ter me dado a minha família! 

Depois daquele trabalho com Natura Mamãe e Bebê vieram mutos outros trabalhos (Fisher Price, Baby Dove, Huggies, Hipoglós, Chicco, Pampers, Nescau Cereal, Nestlé, Nebacetin…) e sou muito grata a todos meus parceiros, todas as empresas que acreditaram e acreditam no blog para levar uma mensagem, e tem alegria maior do que trabalhar com empresas que admiramos? Através do Blog pude participar e apoiar o Teleton que é um projeto que admiro , acredito e sempre doamos. Através do Blog conheci amigas maravilhosas que estão presentes na minha vida até hoje! Através do blog conheci muitas mães leitoras nos encontros e sou grata a todas vocês leitoras, pois sem vocês não existiria o Blog Mãe de Guri!  O blog me libertou, me curou, e hoje é meu trabalho e minha missão!

Gurias, agora vou responder algumas perguntas que vocês fizeram na fan page, espero que esclareça um pouco mais sobre a vida de blogueira profissional! Não sou especialista, hoje em dia tem até faculdade para blogueiras, mas respondi as perguntas baseada na minha experiência, tá? 

Como criar um Blog?

Eu não fazia a menor ideia como criar um Blog, eu simplesmente coloquei no GOOGLE: dicas para criar um Blog e criei  meu! Foi bem assim, fui mexendo e aprendendo o básico. Na época não tinha tantos cursos, nem faculdade, hoje em dia tem a faculdade de Mídias Sociais na Belas Artes e custa R$1595,00 a mensalidade. Fiz o primeiro layout do Blog, super básico que tinha disponível gratuito no Blogspot.com. Depois procurei uma designer e investi num layout mais bonitinho para o Blog. Eu nunca fui boa para tecnologias, mas com o tempo você aprende a mexer no Blog, escrever e postar é bem simples. A parte do layout eu não sei mexer até hoje, mas tenho um webdesigner que cuida dessa parte para mim é o Rafael da Aproximma

Como se organizar para ter um blog? Quando eu consigo trabalhar?

O Blog é um trabalho como outro qualquer, mas depende unica e exclusivamente de mim. Se eu não escrevo ninguém vai escrever por mim. Então eu preciso me organizar, agora não tenho como ter um horário fixo para trabalhar, pois o Santi está com 2 meses e tenho que me dedicar a ele. Mas o ideal é ter um horário para trabalhar, sei que não terei esse horário fixo nos próximos meses, então trabalho quando eles dormem, seja de dia ou de noite!

O Santi nasceu faz dois meses e tenho me permitido escrever quando consigo e tenho vontade, estou de licença maternidade. Tem dias que eu não consigo fazer muita coisa e só quero dormir, então não me cobro. No começo eu me cobrava muuuuuito. Com 3 filhos eu só consigo sentar “tranquila” para escrever quando o maridão está em casa. Ainda assim preciso vencer o CANSAÇO! O ideal é ter horário para escrever, normalmente eu tenho. Faço a programação mensal, com sugestão de posts, com o que quero escrever e vou me organizando, em breve voltarei com a minha rotina, mas por enquanto fico feliz em escrever quando consigo!

Como ganhar dinheiro com Blog? É rentável? Vale a pena todo esforço e dedicação? 

O blog é uma empresa! Eu sou MEI (Micro Empreendedora Individual) tenho nota fiscal, pago impostos, sou autônoma, então meu salário varia conforme meus trabalhos do mês. Se não  tiver parceria naquele mês eu não recebo, o que é bem injusto, pois faço meu trabalho diariamente, seja escrevendo, pesquisando, compartilhando minhas experiências nas redes sociais… 

Se ganha dinheiro com blog escrevendo textos no próprio blog/site, ou no blog/site da empresa, ou divulgando um produto/serviço nas redes sociais. Nem sempre é dinheiro, muitas vezes é permuta, quando a empresa manda produtos, aí é questão de negociação mesmo, de necessidade do produto/serviço. 

Quando uma empresa se identifica e confia no meu trabalho, elas procuram o blog para fazer uma ação com o blog, através de uma agência de publicidade. A empresa paga conforme os valores de publicidade no Blog, ou conforme a verba que tem para aquele trabalho.  

Além disso você pode monetizar seu blog, eu nunca fiz e não sei como faz, mas não me interessei, pois os valores são baixos, tem que ter muuuuuuuito acesso para receber um valor razoável, e nem sempre você tem controle do que estará divulgando, pois é o google que controla isso. 

Procuramos viver conforme o salário do maridão, que é certo todo mês. Mas tenho alguns projetos que são semestrais e anuais, então podemos nos organizar e saber que teremos renda naqueles meses. 

É muito cansativo, tem vezes que tenho vontade de chutar o balde e ter um trabalho fixo, pois tenho a sensação que estou trabalhando o dia inteiro e não 6-8 horas como um trabalho formal. MAS EU AMOOOO e não sei se saberia fazer outra coisa. Tento relaxar e me cobrar menos, escrevo quando consigo e se não consigo fico uns dias sem postar e ok. Sei que agora está mais cansativo do que nunca, pois tenho 3 filhos, o Santiago é um bebê, o Caetano ainda fica em casa o dia todo e o Antônio está numa fase super questionadora e cansa minha mente…risos Mas me imagino bem velhinha com um blog … será? 

Como seleciono minhas parcerias?

Eu sou super seletiva, a cada 10 propostas que recebo de parceria eu fecho umas 3 no máximo. Eu seleciono as empresas que conheço e confio, os produtos que compro e uso nos guris, os serviços que uso e aprovo e assim indico no Blog ou redes sociais. Eu escolho a dedo, pois é meu nome que está em jogo, jamais vou indicar algo que não uso ou não acredito. Claro que nem todas as dicas são boas para todas as mães leitoras, mas aí cabe a cada uma filtrar o que é bom para sua família!

Como conseguir parcerias para o Blog? Quanto tempo demorei para viver de blog? 

A maioria das grandes empresas estão vinculadas a agências de publicidade e elas procuram as blogueiras. Mas se você está começando a dica é ir atrás das empresas que já és cliente e fale sobre seu trabalho com o blog. Não pense que será fácil, pois hoje em dia tem mutos blogs e acredito que as empresas nem estão sabendo lidar com tanta mãe blogueira!

Eu demorei 2 anos para o primeiro trabalho, e antigamente tinha menos blogs, então era mais “fácil”, agora tem mais trabalho, mas a concorrência é muito maior! Faça um Mídia Kit para apresentar seu Blog, onde você colocará seus números de acessos, seguidores e valores, se colocar no google tem exemplos de Mídia Kit.

Como cobrar pelas parcerias?

Os valores variam muito vai depender de quantos acessos você tem, quantos seguidores nas redes sociais. Não existe tabela para valores de blog, então você tem que pensar no tempo que levará para fazer esse trabalho, na quantidade de pessoas que você atingirá com o post e aí dar seu valor (ou fazer uma permuta). Para mim parceria tem que ser algo bom para os dois lados, se você precisa de alguma coisa e a loja te oferece é uma boa parceria. Tenha cuidado para não trabalhar de graça, dê valor ao seu trabalho e das outras blogueiras que estão fazendo o trabalho delas! 

Como conseguir seguidores com tantos blogs? Como ter engajamento? 

Hoje em dia deve ser muuuuito mais difícil do que na época que comecei, pois realmente tem muito mais blogs. Se você quiser escrever um blog, escreva por amor, não por dinheiro. Acredito que tem espaço para todas e se você fizer um bom trabalho, você irá se destacar! Mas não espere que as coisas aconteçam de uma hora para outra, você só precisa ter PACIÊNCIA e DEDICAÇÃO, tanto para ter seguidores quanto para ter engajamento, fazer textos legais, que as pessoas se identifiquem, que possa viralizar nas redes sociais, sendo sincera e verdadeira contigo e com tuas leitoras! 

Como você lida com a exposição da família e vida?

Hoje em dia a exposição é muito maior, muitas de nós postam TUDO nas redes sociais e quem quiser ver, pode ver! O Blog é minha escolha profissional e não da minha família, então não me importo de me expor, mas gosto de ter minha intimidade preservada. Compartilho algumas coisas da nossa vida, mas nem tudo, eu filtro bastante, acredito que tem coisas que só cabem a nós, mesmo compartilhando meu dia a dia. Eu respeito demais a intimidade dos guris, respeito quando não querem tirar fotos, não fotografo em momentos de choro/birra/cansaço, também não posto foto deles em roupas intimas ou pelados, tenho preocupação e cuidado com isso. Nunca vou expor algo que acredito que eles não gostariam de ver futuramente. Converso muito com meu marido sobre isso, e converso com os meninos sobre meu trabalho, o Antônio já entende e fala que quer ter um blog no futuro. (risos) 

Quais blogueiras me inspiram?

A maioria das blogueiras que me inspiraram nem tem blog mais, pois os filhos foram crescendo e foram voltando para sua vida profissional. Hoje em dia muitas mães tem perfil no Instagram, mas nem tem blog. Outras não tem a menor noção da responsabilidade que é falar sobre maternidade. Eu AMO a Luíza do Potencial Gestante e a Glau do Coisa de Mãe, são os Blogs que mais me identifico e leio. Claro que admiro muitas outras blogueiras, a Shirley do Macetes de Mãe, a Mah do Vida de Gestante e Mãe, a Déa do Lagarta Vira Pupa, a Marina do Petitninos, acompanho sempre que tenho tempo!  

Então é isso, espero que vocês tenham gostado de saber um pouco mais do Blog e como funciona um blog! 

beijos

Angi 

Comente pelo Facebook

  • Maternidade Agridoce

    Oi Angi, te acompanho a uns 4 anos (desde que engravidei do meu primeiro filho), nunca comentei aqui no Blog (só no face) mas estou sempre te acompanhando… Vivo falando de vc aqui em casa, sinto como se fosse sua amiga (olha a pretensão da pessoa rsss)!
    Hoje sou mãe de dois meninos e depois de muito incentivo – e até insistência – do meu marido eu criei um Blog sobre maternidade.
    Escrevo nele por amor, adoro escrever, falar da maternidade real, os amores e até desamores sabe? Se um dia eu vou ganhar dinheiro com o Blog? Quem sabe, ne?!! Por enquanto sigo escrevendo e compartilhando aquilo que acredito, sinto e vivo!
    Gratidão por doar o seu tempo (que realmente deve ser tão escasso) com todas nós!!
    Grande beijo
    Thalita

Leia mais!