2.ago.2016

Ultrassom Natural – Pintura na barriga

Oi gurias, hoje tem mais um post da minha doula, a Janine, que também é colunista do Blog. Ah, quem quiser uma doula para chamar de sua, super indico a Janine, ela atende Porto Alegre e Grande Porto Alegre, o email é [email protected] O post de hoje é sobre o Ultrassom Natural que fiz na semana passada! 

13898466_10157186424990335_1994410717_o

Ultrassom natural feito por Doula Janine!

O ultrassom natural é o mapeamento do bebê na barriga. Funciona melhor depois da 32ª semana, quanto mais adiantada estiver a gestação, mais fácil será sentir o bebê. A precisão depende da posição, tônus muscular, gordura corporal e quantidade de líquido amniótico.

Nas consultas de pré-natal, o profissional utiliza a manobra de Leopold para procurar os opostos como a cabeça e o bumbum, costas e membros, mãos e pés. Muitas equipes se baseiam em procurar ouvir os batimentos cardíacos do bebê para reunir as demais informações. As costas estão onde os batimentos do coração são mais fortes.

Livre de aparelhos eletrônicos e tecnológicos torne este momento em uma verdadeira brincadeira lúdica de interação mãe e bebê.

Um ótimo momento de para mapear a barriga é logo antes de dormir. O bebê vai estar mais ativo e isto ajuda a identificar pequenas partes do corpo de acordo com os movimentos dele. Deite-se e o bebê se acomoda dentro do ventre, mantenha o pescoço e cabeça relaxados, utilize a polpa e não a ponta dos dedos, deslizando e apertando mais profundamente, você explora cada saliência, grande ou pequena. Seu bebê está protegido, vai gostar do toque, como um carinho. Após esta leitura, será fácil de você localizar, principalmente as costas do bebê e assim, cabeça e bumbum usando a regra dos opostos. Atente para os chutes fortes, se estão acima da linha do umbigo, seu bebê está cefálico (cabeça para baixo).

Aproveitando o mapa da barriga, a técnica de ultrassom natural pode ser aliada a uma pintura como forma de celebrar e visualizar o bebê. Uma doula, parteira ou algum profissional com o devido conhecimento e prática poderá dar este toque artístico.

A arte gestacional independe da realização do mapa do bebê na barriga. Muitas mães e famílias optam por desenhos relacionados ao universo da mãe e da criança e o nome do bebê, o importante é que, cada significado é único. A atividade é relaxante e proporciona conexão com a criança, podendo ser aliado ao dia do chá de bebê, chá de bênçãos ou fotografias. O material utilizado é o mesmo das pinturas faciais, não fazem mal ao bebê e são de fácil remoção. A pintura pode ser feita em qualquer fase da gestação, mas fica mais interessante a partir da 30ª semana.

Dentro destas alternativas artísticas ainda é possível a modelagem de gesso na barriga. O objetivo é eternizar a gestação, transformando o molde para um futuro item decorativo para o quarto do bebê, por exemplo. O ideal é fazer entre as 37 e as 38 semanas para o tamanho da barriga ser bastante visível.

“Sentir o bebê conforta, diverte, inspira a imaginação e incentiva o vínculo. O que não pode ser visto pelos olhos, está ao alcance das mãos” (Gail Tully)

Referência Bibliográfica: Tully, Gail. Guia prático de belly mapping: descobrindo a posição do bebê na barriga pelo tato. 1 ed. – São Paulo: Lexema, 2016. – (Série parto com prazer)

partodobem_0010

Enfermeira pela UNISINOS em 2002, especialista em Terapia Intensiva e Cardiologia, descobriu sua verdadeira vocação após o nascimento de seus dois filhos, ambos de parto normal. Apaixonada pelo universo materno infantil decidiu aliar seu conhecimento em enfermagem e abraçar sua nova função, passando a atuar como doula. Presta consultoria sobre aspectos fisiológicos da gestação, parto e pós parto com base em evidências científicas, além de utilizar técnicas de massagem Ayurveda relaxante para gestantes e puérperas e Shantala para bebês.

Comente pelo Facebook

Leia mais!