28.nov.2017

Você sabia que AUTOCONFIANÇA está ligada a AUTONOMIA? Incentive a autonomia de sua criança de 1 a 2 anos de idade

Oi mães e pais, vocês sabiam que a AUTOCONFIANÇA está ligada à AUTONOMIA do seu filho? Hoje tem mais um post da Ana Paranzini sobre o desenvolvimento da criança! Agradeço a Ana por produzir um conteúdo tão rico para nós, assim podemos saber o que esperar em cada fase da criança, ainda que cada criança se desenvolva no seu tempo, é muito bom saber o que esperar e como estimular! Angi

A medida que a criança cresce é importante que a família saiba quais são os comportamentos que ela já é capaz de fazer sozinha, pois incentivar a autonomia está em relação direta com o desenvolvimento da autoconfiança, ou seja, desenvolver a CAPACIDADE DE ACREDITAR EM SI MESMO!! Vamos incentivar então?

Veja o que as crianças entre 1 a 2 anos de idade já podem ser incentivadas:

1)      Come com colher, de modo independente;

2)      Segurar a xícara com uma só mão e beber;

3)      Colocar a mão na água e dá tapinhas no rosto (com as mãos molhadas) imitando alguém;

4)      Colocar chapéu na cabeça e tirar;

5)      Tirar as meias;

6)      Empurrar os braços pelas mangas e os pés pelas pernas das calças;

7)      Tirar os sapatos quando os cordões estiverem desamarrados e frouxos;

8)      Tirar o casaco desabotoado;

9)      Tirar a calça quando desabotoada;

10)      Puxar um zíper grande, para cima e para baixo, que já esteja encaixado;

11)      Utilizar palavras e gestos indicando necessidade de ir ao banheiro.

Criar filhos autoconfiantes é essencial!! Coloque em prática!!

Ana Paranzini é Psicóloga (CRP 08/09142), com Mestrado em Psicologia Clínica (PUCCAMP) e especialista em Orientação de Pais. Idealizadora do Programa on line ADEUS BIRRAS e do Programa on line de ORIENTAÇÃO DE PAIS – Quando eu mudo… meu filho se transforma, que já ajudou e está ajudando muitas famílias a educarem seus filhos de maneira efetiva e prazerosa.

Fonte: O Inventário Portage Operacionalizado: Intervenção com Famílias. Lúcia C. A. Williams e Ana Lúcia R. Aiello. Editora Memnon, 2001.

Comente pelo Facebook

Leia mais!